Como lidar com a ansiedade de escrever

lidando com a ansiedade em escrever

Você é um escritor ansioso, daqueles que deseja terminar logo a primeira versão do livro para poder descansar? A ansiedade em ver um livro pronto pode consumir a sua qualidade de vida, por isso trago uma solução lunar para você.

Uma das coisas que um escritor, principalmente os iniciantes, precisam lidar é a dita da ansiedade. A ideia de ter um livro em mãos, de sermos reconhecidos por leitores, em ler algum comentário positivo sobre nossas histórias são o suficiente para dar um gás na hora de começar a escrever.

Motivação muito boa, desde que não nos deixe cegos.

Hoje, quero conversar com você sobre essa ansiedade e de como o seu trabalho, enquanto escritor, pode ser saudável sem ser afetado pela ansiedade.

Um escritor ansioso quer tudo para ontem

Isso é fato. Quero tudo pronto em um passe de mágica, para que possa aproveitar da glória de ser reconhecido como escritor. Muitos escritores iniciantes tem em mente atingir o patamar de autores famosos e conhecidos. Afinal, é muito bom alguém ler de nossas histórias e então espalhar aos quatro ventos o quão fascinante é.

Seria o famoso marketing boca a boca.

No entanto, isso gera uma ansiedade bem exagerada. Nesse caso, esquecemos completamente que há todo um processo por detrás da produção de um livro. E esse processo é bem demorado, principalmente se o autor tem outros trabalhos para dar atenção.

Dependendo das informações em que o aspirante a escritor deter, ele não saberá o quão frustrante é essa jornada. E cá estou eu para lhe frustrar.

Essa frustração não é para te desanimar, mas para abrir seus olhos e pedir que respire fundo, pois a estrada é longa demais. Não se deixe levar pela ansiedade.

A realidade do começo da carreira

Se você estiver começando do zero, saiba que o trabalho será árduo.

Muita gente reclama sobre os youtubers lançarem livros com tamanha facilidade. E a resposta é óbvia quando paramos para pensar no ponto de vista das vendas: os youtubers tem um público formado, que irá comprar os livros.

Editoras não querem saber de livros não vendáveis.

No final das contas, o que importa é o lucro. Lastimável, não?

Sendo assim, você que está começando precisa arregaçar as mangas e construir um público leitor. Pesquise por estratégias e ouça as histórias de outros escritores para saber quais caminhos eles tomaram.

O que eu quero que você saiba disso é que por estar começando, as coisas irão demorar para se desenrolar. Principalmente se escolher ser um autor independente. Aí o negócio pesa ainda mais, pois o investimento saíra do seu bolso. Então reflita bem quais serão as suas escolhas.

Quando começar a escrever

Eu sei que uma vez escolhido que a carreira de escritor é o seu sonho, então é provável que você deseja escrever o quanto antes.

Quando há essa sede de escrever, temos várias ideias para mil e uma histórias. Isso é bom, gera um banco de ideias para projetos futuros, não é mesmo? Caso sofra do famigerado bloqueio criativo, haverão ideias guardadas, prontas para serem usadas.

O momento certo de escrever é justamente quando você sente que quer escrever. Não espere por um ou dois dias, não importa se é noite ou dia. Quer escrever? Escreva.

Só não seja domado pela ansiedade.

Quando somos tomados pela ansiedade de escrever, existe a chance de nos sobrecarregarmos. Uma dessas sobrecargas é escrever mais de um livro ao mesmo tempo. Há quem consiga, mas geralmente não é indicado pois existe o risco de elementos das histórias se misturarem e acabar tirando a qualidade do livro.

Respire fundo e vá com calma. Um livro de cada vez. Por estar começando agora, não há necessidade de se afobar, as histórias irão ser contadas em seu devido tempo. Algumas delas irão precisar ficar engavetadas até que sua mente amadureça mais um pouco para lidar com os enredos.

A importância do descanso para um escritor

O escritor trabalha com duas ferramentas, seus dedos e sua mente. Chega um momento em que precisamos descansar.

Imagine como o seu cérebro fica saturado de informações, quando você o obriga a processar cada ideia o tempo todo. Pior ainda é o cenário dos autores que tem outros trabalham, ficando a maior parte do dia sob o estresse cotidiano.

Tal sobrecarga pode gerar o que chamamos de bloqueio criativo. É o momento em que o autor precisa escrever, quer escrever, mas nenhuma ideia vem à mente. Não vá achando que isso é momentâneo, pois há escritores que ficam meses nesse bloqueio.

O pior cenário do bloqueio criativo é quando gera mais ansiedade e frustração. As chances do autor se sentir desestimulado à escrever, são grandes. Podem haver momentos em que pensará, cogitará em desistir da carreira, pois não é capaz de produzir nenhuma palavra.

Ficar pensando nesse tipo de problema também gera estresse em seu cérebro.

Para compreender melhor, pense da seguinte forma: você forçou o seu cérebro a trabalhar sem descanso, e ele te deu sinais de que precisa de um descanso. Sinais como dores de cabeça, fadiga, vontade de procrastinar, dispersão da atenção, etc.

Você ignorou cada sinal e continuou com o trabalho. Seu cérebro então começa a fazer “birra”. Birra seria igual o bloqueio criativo. “Já que você não quer me escutar, também não irei fazer mais nada”. E então começam os dias de tortura e frustração.

Use a Lua Minguante para descansar os dedos

Vivemos em uma era onde a produtividade é quase que uma divindade. Quem fica sem fazer nada, ou é rico ou é vagabundo e não quer nada com a vida. Esse é o tipo de pensamento que temos dentro da sociedade hoje em dia.

Só que como dito anteriormente, você saturou o teu cérebro de estresse e não deixou nenhuma folga para ele. Cuidar da mente, que é uma ferramenta do seu trabalho, não é sinônimo de não fazer nada.

Na verdade, é um auto cuidado, respeito ao seu corpo e aos seus limites. Isso é muito mais honrável do que encher seu dia de tarefas.

A Lua Minguante é uma das fases da lua que simboliza o final de um ciclo. Tarefas que precisam ser finalizadas são feitas nessa fase. Pelo menos esse é um dos, diversos, significados dessa fase lunar.

Enquanto escritor, utilize a semana da lua minguante para descansar. Deixe o seu livro de lado por um instante, e vá fazer tarefas relaxantes. Veja filmes, leia livros, vá estudar, vá cuidar da sua casa, vá cuidar do seu corpo. Seria uma semana detox, basicamente.

Então, na lua nova volte a escrever. Estará renovado, com o cérebro arejado de ideias, e pronto para um novo ciclo de escrita.


Leia também:


Conclusão

Gosto de usar as fases da lua para trabalhar o meu ciclo de escrita, e a lua minguante se tornou ideal para descansar minhas histórias. Uma vez que eu aprendi sobre o meu processo de criatividade, utilizo essa fase lunar para me inspirar e captar novas ideias.

Outro significado da lua minguante é a da limpeza e purificação. Aproveite essa fase para reavaliar as ideias dos seus livros e descartar aquelas que não serão necessárias.

Siga Lua Natural no Pinterest para receber mais dicas de escrita!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sobre a autora

Alis Green

Uma bruxa escritora que é viciada em animes. Adora estudar sobre mitologias e história, como também gosta de ler romances regenciais. Quando aprende alguma coisa nova, sempre passa à frente em seus posts.

Leia sobre esses artigos