A diferença de enredo em animes shoujo e shounen

A diferença no enredo de animes shoujo e shounen

Já ouviu falar em anime shoujo ou shounen, mas não faz a menor ideia do quê isso significa? No post de hoje irei explicar a diferença entre esses dois gêneros, e de como eles podem ser aplicados em narrativas.

Todo mundo já sabe que quando falamos de gênero de um determinado conteúdo, significa o tipo de história que estará sendo contada. Assim como em filmes e séries, buscando um determinado gênero já sabemos o que esperar dele, se é comédia, romance, ação, etc. O que vai mudar mesmo é a história.

O mesmo se aplica nos animes.

Porém, os animes acabam recebendo nomenclaturas diferentes, e as duas mais conhecidas são baseadas em seu público-alvo. Interessante não?

Estou falando dos gêneros shoujo e shounen, que em livre tradução seria algo como “menina” e “menino” respectivamente. Ou seja, são animes voltados para os jovens (mais ou menos pré-adolescente e adolescente).

Vamos conhecer a diferença desses dois gêneros, e em seguida ver como eles podem funcionar na escrita?

Conheça o gênero de anime shoujo

Assim como dito anteriormente, shoujo é garota em japonês. Se pegarmos a década de 90 e o início dos anos 2000, os animes desse gênero costumavam ser bem caricatos. Basta se lembrar dos animes que passavam na TV Globinho, Cartoon Network, FoxKids, etc.

Geralmente eram animes cujos protagonistas eram femininas. O enredo do anime shoujo não poderia faltar uma comédia romântica e a presença de animais fofos. Até mesmo a voz da dublagem é mais suave e infantil.

É o grande exemplo de Sailor Moon e Sakura Card Captors da nossa época. Já que estou citando esses dois animes, outra característica dele eram as roupas de heroína das protagonistas. A Sakura, principalmente, era uma que sempre estava vestida de forma a aparecer fofa.

Ou seja, as protagonistas eram criadas de forma a chamar a atenção do público-alvo, que eram as meninas. Tudo é muito fofo e feminino, delicado, mas ainda assim a protagonista é uma grande heroína.

Tratando-se de conteúdo, os animes shoujo abordavam histórias mais lineares e simples, sem muitos detalhes. Era fácil de acompanhar o anime. Dificilmente encontramos um anime shoujo cujo enredo seja carregado de personagens, cheio de subtramas, ou até mesmo tão comprido quanto os animes shounen. Salvo Sailor Moon.

Como hoje em dia o público-alvo se mescla, podemos dizer que há vários animes shoujos com protagonistas masculinos e abordando temas mais sérios. Alguns animes chegam a trabalhar com o foco no romance dos personagens principais, porém aqueles que fazem mais sucesso trará algo maior do que um simples romance.

Trabalhando a psiquê dos personagens

Psiquê é a alma, conhecemos ela quando falei sobre o seu romance grego com Eros na mitologia. Na filosofia, a alma é representado pelo feminino, pela mulher. E quando falamos nesse aspecto feminino, podemos dizer que estamos trabalhando o mundo interno. Por isso que psiquê nos remete à psicologia e psiquiatria, pois estamos falando do mundo interno do ser humano.

Se você é escritor, então sabe que uma das funções de uma história é mostrar o desenvolvimento do protagonista. No caso dos animes shoujo, os protagonistas irão se desenvolver no campo da psiquê. Nós iremos acompanhar o protagonista lidando com frustrações, decisões, medo e amor.

Justamente por se tratar de uma evolução interna, os animes shoujo se tornam mais simples em comparação ao shounen. Contudo, o simples nem sempre quer dizer fácil.

Aqui na Lua Natural já abordei sobre o bullying que o anime “Suki tte ii na yo” mostra em seus episódios. É um anime shoujo, com romance clichê entre popular e impopular, porém os personagens estão emaranhados nesse tema do bullying. A psiquê trabalhada aqui seria justamente a forma dos personagens vivenciarem sobre o tema central e de como eles enxergam essas situações para lidar com ela.

Todavia, nem sempre o tema da psiquê à ser tratado nos animes shoujo serão tão complexos. Alguns serão sutis como abordar a motivação, o protagonista que não confiava em ninguém e termina rodeado de amigos que pode confiar, e assim vai. Afinal de contas, a psiquê é muito complexa e profunda.

Podemos dizer que hoje em dia os animes shoujo irão trabalhar com personagens explorando e conhecendo os próprios sentimentos, vivenciando situações que os fazem perceber os próprios comportamentos. Se pensarmos um pouco, fica nítido do porquê dos animes shoujo (principalmente romance) tem como personagens adolescentes e ambientado na escola. É a fase de vida mais complicada para se perceber algo.

Dessa forma temos personagens jovens vivendo situações da vida, e as ressignificando.

Conheça o gênero de anime shounen

Já os animes voltados para os garotos é o oposto. Resgatando os títulos de nossa época podemos falar que Pokemon, Digimon, Dragon Ball, Naruto e tantos outros são categorizados em Shounen. Agora que revelei alguns exemplos desse gênero, você consegue sentir a diferença entre eles?

Os animes shounen contam com um enredo mais detalhado, trabalho em subtramas e o foco, geralmente, é na ação. Por isso é tão comum vermos protagonistas masculinos que estão sempre lutando contra alguma coisa. Inclusive, a forma como esses personagens eram criados também é interessante, como no caso do anime Dragon Ball Z. Todos os homens eram musculosos, até mesmo o Goten e Trunks que nem dez anos tinham dentro da história. Mas eles também eram musculosos.

Ou seja, a força física do personagem era o ponto central dos animes shounen.

Hoje em dia essa característica ainda é usada, porém o público espera por algo a mais. Não basta a força física, como um personagem que seja forte e não aparenta pode fazer mais sucesso. É o caso do anime Jujutsu Kaisen, onde o personagem Gojo Satoru ganhou milhares de fãs por não aparentar ser forte apesar de ser… e até então não há quem supere sua força.

Batalhas, comédias, e mistérios sãos algumas características presentes nesse gênero. Contudo, como os tempos mudaram, e houve essa mescla de público, os animes shounen agora também podem trabalhar o romance.


Leia também:


Trabalhando o Soma dos personagens

Se psiquê significa alma, o Soma irá significar o corpo físico. Só de ter dito dessa frase, somado ao que eu disse anteriormente dos animes shounen, você já deve ter entendido a minha mensagem.

Isso não significa que o protagonista não irá trabalhar sua psiquê, apenas ela é feita sutilmente. Geralmente os enredos irão abordar a motivação do personagem em alcançar o seu objetivo. Para isso precisará de uma psiquê estável (através da motivação e foco) e um soma bem treinado.

Afinal de contas, estamos falando de animes que, provavelmente, irão abordar o mundo da fantasia e da luta. Então o personagem terá algum poder ou então terá de ser forte de alguma maneira. Seja lutando, lidando com espadas ou armas, etc.

A força do Soma se torna o principal ponto à ser trabalhado no personagem, pois ele não pode ser fraco na hora de alcançar o objetivo. Ele deve crescer. No decorrer do enredo o protagonista pode vivenciar situações que abalem a sua psiquê, e somente ela é capaz de deixar o personagem à beira de desistir de cumprir seu objetivo.

Pode arrancar um braço, uma perna ou até mesmo o coração do protagonista. Ele irá continuar a alcançar seu objetivo. Agora, tire sua motivação para ver o que acontece. Isso quer dizer que a psiquê é trabalhada no anime shounen, porém em momentos chaves.

Um exemplo disso é o personagem Asta do anime Black Clover. Viciado em treinamentos físicos, porém em todos os 170 episódios são poucas vezes em que o vemos desmotivado. Justamente por não ter um poder oculto poderoso, o personagem trabalha com o seu Soma.

Alguns animes integram o Soma e a Psiquê nos treinamentos dos personagens, quando realizam treinamentos mentais. Para acessar o poder oculto ele precisa de um corpo que o comporte e de uma mente consciente para dominá-lo.

Conclusão

Os tempos mudaram e os gêneros de animes não devem se prender mais ao que é de menino ou de menina. Ambos se misturaram e buscam por histórias que prendam suas atenções. Por isso encontramos animes shoujo onde o protagonista é masculino, vivenciando situações que o faça refletir sobre a vida. E também temos animes shounen onde o protagonista é feminino que se desenvolve para ficar forte, tanto de mente quanto de corpo.

A principal diferença entre shounen e shoujo hoje em dia é o enredo. Shounen continua trabalhando com criação de mundos, vários personagens e muita subtrama. Por conta disso eles são bem compridos, ultrapassando 100 episódios em alguns casos. Já o anime shoujo por ser mais simples não há tanta necessidade de tantos episódios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sobre a autora

Alis Green

Uma bruxa escritora que é viciada em animes. Adora estudar sobre mitologias e história, como também gosta de ler romances regenciais. Quando aprende alguma coisa nova, sempre passa à frente em seus posts.

Leia sobre esses artigos