Dicas de escrita Escrita Naturalizada

Saiba como criar um personagem original com jogos

crie seu personagem com jogos

Se é um escritor que tem dificuldades em criar um personagem original, enxugue suas lágrimas pois trago uma solução. Irei te ensinar a como criar um personagem para o seu livro a partir de jogos!

As vezes nos esquecemos da existência de um vasto mundo, como é o caso de jogo. Existem tantos jogos no mundo, de diversos gêneros e para diversos públicos, que ficaríamos perdidos. Mas esse hobby que dá tanto prazer e distração pode ser usada como uma ferramenta poderosa para escritores.

Na minha época de adolescência havia um jogo que eu adorava chamado “Amor Doce” e foi nesse jogo que criei algumas personagens femininas que irei utilizar em meus futuros livros.

Sim, é completamente possível você criar um personagem original a partir de um jogo. Irei te ensinar a como fazer isso agora!

Nome do personagem é importante

É muito comum que ao criar um personagem para o jogo você dê um nome à ele. Algumas pessoas são criativas e já escolhem um nome que combine com o jogo, enquanto outros apenas apertam o aleatório.

Evite ao máximo usar nomes com números, a menos que seja coerente com a história que você irá criar futuramente.

Tenha uma lista de nomes do mesmo gênero do jogo que escolheu, para que a cultura seja refletida em seu personagem. Se o jogo é de fantasia, use sites geradores de nomes de fantasia. Se o jogo é mais realista, use nomes reais de um determinado país.

Não é nada diferente do que criar um personagem comumente, não é mesmo?



Enredo da qual o personagem irá viver

Não estamos falando necessariamente do livro que irá escrever, mas sim da história de vida que seu personagem tem. Dependendo do jogo que estiver usando como base, ele pode conter alguma ideia que possa ser usada e remodelada.

Evite ao máximo de copiar.

Alguns jogos, principalmente os de fantasia, detém um cenário que pode te ajudar nesse processo. Fique de olho na forma como foram desenhados e quais as sensações que eles passam à você. Dependendo do contexto do jogo, ele será um excelente ponto de partida.

No caso do Amor Doce, a protagonista é uma estudante do ensino médio que recém chegou na cidade, e está começando a se socializar na escola. Além de viver seu romance com um dos garotos bonitos, a personagem ainda vivencia diferentes situações complicadas que precisam da tomada de decisão.

O interessante dos jogos de gênero otome, é justamente o fato de que cada resposta detém uma personalidade diferente da personagem e desencadeia diferentes tipos de finais. Só jogando já dá pra criarmos uma base de personagem original bem bacana.

Personalidade do seu personagem

Como dito anteriormente, os jogos do gênero otome acabam sendo os melhores para refletirmos sobre a personalidade de um personagem. Afinal, há um leque de opções. Já outros jogos trazem a personalidade dos personagens muito bem amarrado, impedindo mudanças.

Agora, se você joga The Sims, com certeza irá se deparar com uma liberdade muito maior, ao mesmo tempo que limitado. Apesar de haver muitos traços de personalidade para o jogador escolher, ficaríamos limitados naquilo que temos disponível.

Se quiser aprimorar seu personagem original, terá de ser por sua conta. Isso é bom, pois o escritor não ficará 100% dependente do jogo para criar seu protagonista.

Outro ponto positivo que os jogos trazem é a personalização física do personagem. É aí que a coisa fica divertida, pois estaremos dando vida à uma ideia. Cor do cabelo, dos olhos, se tem tatuagem, a tonalidade da pele, como é a voz, o jeito de andar… uffa.

Acho interessante que o físico do personagem converse com a sua personalidade, pois é o que acontece na vida real. Há aquelas pessoas, claro, que passam a impressão errada (acha que é preguiçoso, mas no fim é um jogador de basquete profissional), no entanto aqui estamos trabalhando o óbvio.

Crie a ficha de Original Character

Fica de Original Character é uma forma de você reunir todas as informações necessárias sobre o seu personagem, além de adicionar uma imagem de sua aparência física.

O principal motivo de você ter usado um jogo para criar um personagem seria para, justamente, visualizá-lo. Ou seja, você criou o físico, deu um nome, personalidade e contexto para conhecer o tipo de personagem da qual sua história está pedindo.

Criando uma ficha, você poderá acessar tais informações com mais facilidade sem ter de retornar ao jogo à todo instante. Para compor dessa ficha, eu trouxe alguns tópicos que podem ser relevantes.

  • Nome completo;
  • Data de Nascimento;
  • Signo;
  • Idade;
  • Peso;
  • Altura;
  • Quem são seus pais;
  • Animal de estimação;
  • Liste de 3 à 5 fatos sobre o seu personagem.

Se preferir, faça essa ficha em jpg.

Conclusão

Escolha um jogo de sua preferência e que seja do mesmo gênero de sua história, crie um personagem para o jogo já pensando em utilizá-lo para a sua história. Crie um enredo de vida, aparência física, traços de personalidade e demais informações que serão cruciais para a sua história.

Esse método de criar personagens ajuda muito quem não sabe desenhar e deseja “ver” o seu personagem, além de auxiliar no processo criativo. Além disso, enquanto você joga poderá aprofundar ainda mais o seu personagem, pois irá testá-lo em lutas e situações de escolha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Artigos Recomendados