7 animes com temas bruxescos para você assistir

7 animes com conteúdos bruxescos

Você sabia que existem animes que retratam vários componentes da bruxaria moderna em seus enredos? Se está tendo dificuldade em seus estudos, eu te recomendo esses animes para te ajudar a conhecer várias esferas da bruxaria.

Não escondo de ninguém o meu fascínio pelos animes, sendo que faço análise de enredo de alguns que eu assisto. Na medida em que começo um anime, mais coisas vou aprendendo e isso acaba se alastrando para a bruxaria também.

É muito empolgante assistir um anime onde eu reconheço características de mitologias e culturas pagãs sendo retratadas. Além de ser excelente entretenimento, é uma ótima forma de ajudar quem tem dificuldade em aprender sobre a cultura.

Está duvidando? Pois saiba que os 7 animes das quais irei te apresentar, retrataram (de forma fantasiosa, é claro) várias características que, de fato, existem na bruxaria moderna.

Vamos conhecê-los?

Anime 01: Little Witch Academia

Sinopse: Atsuko Kagari (Akko) é uma garota comum que desenvolveu seu gosto por magia desde o dia em que viu seu primeiro show de magia. Ela ficou tão encantada com a performance da apresentadora Shiny Chariot que passou a sonhar em ser uma bruxa tão legal quanto ela. Ao ingressar na famosa Escola de Magia Luna Nova, se desaponta, pois as lições não são nem um pouco animadoras. Porém, quando a instituição corre perigo, Akko enfrenta seu primeiro grande desafio (Editora JBC).

Esse anime detém um enredo bem leve e, um tanto quanto, infantil. Ideal para quem não tem muita vontade de mergulhar em um enredo cheio de detalhes e reviravoltas, e deseja apenas começar a assistir animes.

Aqui o mundo é regido por bruxas, então temos muita magia, vassouras e desafios para uma protagonista que tem dificuldade com a própria bruxaria.

Apesar de haver bastante coisa fantasiosa e lúdica, ele não chega a ser tão diferente da bruxaria praticada na realidade. Vale a pena conferir.

Anime 02: Youkai Apartment no Yuuga na Nichijou

Sinopse: Quando os pais de Yushi Inaba morrem, ele é forçado a viver na casa de seus tios, numa situação bastante desconfortável. Ao entrar no colegial, ele decide ir morar sozinho, e acaba encontrando uma república ultrabarata chamada Kotobuki-so. Mas é uma república de monstros, cheia de criaturas estranhas, humanos e fantasmas! A princípio, Yuki não sabe como lidar com essas criaturas, mas após passar um tempo com eles, seu coração fechado começa a se abrir…(Crunchyroll).

Já falei sobre esse anime aqui no blog, por isso não irei me ater ao enredo dele.

O primeiro ponto são os arcanos maiores do tarô. Yushi encontra um livro velho com desenhos e escritas estranhas, e mais tarde um guardião surge desse livro. O guardião é o tolo, do baralho de tarô.

O poder que Yushi tem envolvem invocar os arcanos maiores no mundo real. Então temos vários deles aparecendo para resolverem as situações que Yushi se mete. O tolo é o que mais aparece, e é interessante pois eles tem aparências e poderes completamente diferentes do esperado.

Achei legal para quem estiver estudando sobre tarô, pois precisa desenvolver a interpretação. No anime temos uma visão dos arcanos bem diferente do comum, e isso pode ajudar alguns estudantes.

Durante todo o anime aprendemos sobre o Karma. Há várias situações que ilustram e ensinam sobre esse termo, colocando Yushi a pensar sobre sua conexão com as pessoas, se é coincidência ou destino encontrá-las.

Outro ponto que aparece é sobre a Lua Cheia do poder, onde os personagens se reuniram para fazer uma celebração na noite de lua cheia. Isso também aparece no filme da Netflix “A caminho da Lua”, onde contam a história de coelhos na lua. Mas há uma passagem onde os personagens falam sobre a lua cheia ser o dia de maior poder para se realizar rituais.

Também temos uma pequena menção sobre o terceiro olho. É bem legal a forma como os personagens explicam para Yushi sobre o que é o terceiro olho e como “ativá-lo”.

Tem tantos outros assuntos abordados no anime, mas não vá pensando que são episódios voltados para tais temas. Eles são abordados em diálogos, curta fração de tempo, por isso preste muita atenção.

Anime 03: Kamigami no Asobi

Sinopse: A história gira em torno da heroína Kusanagi Yui, que foi ordenada por Zeus, um deus e o diretor da escola que ele criou, para ensinar o significado do amor aos jovens e belos deuses. A razão que ele tem para fazer isso é para cancelar os efeitos negativos do enfraquecimento do vínculo entre o mundo dos deuses e o mundo dos humanos (Filmow).

Aqui temos um verdadeiro harém reverso dos deuses. O anime é do gênero shoujo (ou seja, voltado para o publico feminino) harém reverso (onde temos uma protagonista feminina rodeada de protagonistas masculinos).

Yui é humana e vai parar em uma escola para deuses a fim de fortalecer esse vínculo que foi perdido há anos. Para isso temos deuses de diversos panteões como grego, nórdico, egípcio e japonês.

É claro que os personagens ilustrados no anime são diferentes dos que encontramos nos mitos, porém podemos conhecê-los minimamente. Por exemplo, temos o personagem Bard que é o amado da mitologia nórdica. Nesse anime, ele foi representado como alguém belo e gentil que está sempre rodeado de pessoas que são atraídos por ele.

Até mesmo a figura de Apolo pode parecer diferente dos mitos, onde foi representado como um rapaz alto astral, sempre motivado apesar de guardar segredos em seu coração. Enquanto que na mitologia temos um Apolo que gosta de competir e vencer, adora música e afins.

Para quem deseja conhecer alguns panteões, esse anime é recomendado como porta de entrada. Apenas para conhecer seus nomes, e reconhecer alguns pontos de seus mitos.

Anime 04: Hakushaku to yousei

Sinopse: Lidia é uma ‘Fairy Doctor’, consegue ver e conversar com fadas. Um dia, abordo de um navio, ela conhece o Conde Edgar, um lendário cavaleiro azul em busca de um tesouro. Ao descobrir a habilidade dela, ele a contrata para ajudar durante sua jornada (Filmow).

Quer conhecer o panteão celta e suas criaturas mágicas? Assista esse anime então. O que temos de sobra em seu enredo são personagens que existem dentro da antiga cultura celta. E estou falando de algo além das fadas.

O anime mostra Lidia que vive em uma era em que as pessoas passaram a desacreditar em fadas. E ela é uma Fairy Doctor, além de ver as fadas, ela consegue cuidar delas, e levando em consideração a descrença popular, o seu trabalho se torna algo bem raro e precioso.

Acontece que por Lidia ser uma Fairy Doctor ela é procurada tanto por criaturas quanto por outros humanos para garantir um certo poder. Ora essa, imagine só ter uma humana que trabalha com fadas perto de você… E isso não é diferente de Conde Edgar, que se auto proclama o cavaleiro azul que deseja tomar seu titulo e poder. Para isso, precisará da ajuda de uma Fairy Doctor.

Nesse anime entramos de cabeça no círculo das fadas, encontramos Brownies (que são uma espécie de fada celta), gato falante e Kelpies motivado a ter a protagonista para si. Não tem como não terminar esse anime sem ter conhecido essas criaturas que fazem parte da cultura celta.

Anime 05: Fairy Tail

Sinopse: A história de Fairy Tail gira em torno das aventuras Lucy Heartfilia, que em suas viagens encontra Natsu Dragneel e o seu gato Happy. Lucy Heartfillia é uma jovem maga de 17 anos que deseja tornar-se uma maga evoluída. Para isso, ela terá que entrar em uma guilda de magos, para ganhar dinheiro para sobreviver e também para aprimorar suas habilidades. Assim sendo, ela chega até a cidade de Hargeon, onde Natsu Dragneel e Happy desembarcam para procurar Igneel, o dragão que criou Natsu como se fosse um filho, e que um dia repentinamente sumiu (Dica de Animes).

Um dos animes mais populares está presente nessa lista por conta da forte cultura dos dragões que carrega. Fairy Tail conta com 328 episódios sendo o maior anime dessa lista, e conta com ambientação bem celta. Até mesmo a trilha sonora do anime dá aquela sensação de paganismo.

Em um mundo onde a magia é abundante os humanos se tornam magos. Os magos podem controlar um único elemento, sendo que há derivados dos quatro elementos básicos da natureza. O protagonista masculino, por exemplo, é um mago do fogo.

Fairy Tail irá trabalhar o poder da amizade, o segredo por detrás do desaparecimento de vários dragões, e irá te fazer desejar entrar para uma guilda tão animada quanto a Fairy Tail.

Porém, diferente de outros animes, Fairy Tail não chega a beber tanto da fonte da bruxaria. Na verdade vemos os elementos, dragões, astrologia e a cultura celta presentes, mas tudo foi mascarado pela fantasia para tornar o anime mais lúdico para o público.

Anime 06: Nanatsu no Taizai

Sinopse: Em Nanatsu no Taizai, o Reino de Liones está sob o domínio dos Cavaleiros Sagrados, que capturaram o rei e impuseram sua tirania sobre o povo. A princesa Elizabeth Liones decide, então, pedir ajuda aos Sete Pecados Mortais, um grupo de cavaleiros que, no passado, foi acusado de conspirar contra a família real e acabou desertando. Agora, eles precisam se unir para recuperar o trono e desmascarar os verdadeiros traidores (Adoro Cinema).

Esse é outro anime da qual já comentei aqui no blog, então não irei me ater aos detalhes.

Nanatsu no Taizai também entra na lista de animes populares por conta do seu enredo envolvente. Na sua história, o que não falta são referências ao panteão celta. Inclusive, lá no instagram falei sobre essas características.

Aqui temos gigantes, fadas, clã das Deusas, druidismo e Rei Arthur presentes em uma aventura eletrizante. Toda a ambientação, vestimenta e cultura giram em torno do antigo panteão celta.

Existem uma forte presença da mitologia celta dentro desse anime, e conseguimos perceber isso somente na ambientação. O nome do país, ou região, em que a história se passa é Brittania, o que nos lembra bastante das terra britânicas que temos por aqui.

Quando falamos da Grã-Bretanha, estamos falando de um conjunto de países. Países esses que já foram povoados pela população celta.

Outro ponto bastante interessante é a presença de um personagem que tem ligação ao povo druida. Sim, temos druidas no anime. Infelizmente não tivemos maiores informações sobre esse povo, o que aconteceu com eles após a guerra santa. Apenas sabemos que eles existem.

Salvo as forças antagonistas de anjos e demônios que tem no anime, pois dentro do panteão celta não existia tal rivalidade. Digamos que eles foram adicionados no anime justamente para quem desconhece a cultura celta pudesse entender que há duas forças opostas lutando constantemente.


Leia também


Anime 07: Black Clover

Sinopse: Asta e Yuno são orfãos que foram criados juntos numa igreja localizada no interior do reino de Clover. Num mundo onde todos possuem poderes mágicos, Asta nasceu sem possuí-los. Em contrapartida, Yuno nasceu como um prodígio com poder mágico imenso e com o talento para controlá-lo. A história acompanha os dois garotos que competem entre si para se tornar o Rei Mago, o cavaleiro mágico mais forte do reino de Clover. Mas como Asta pode se tornar um cavaleiro mágico se ele não possui magia? A sua jornada começa quando Asta obtém o misterioso poder “anti-magia”, que pode destruir qualquer magia. Assim Asta, com sua anti-magia e força física, e Yuno, com seus poderes mágicos e talento, começam a sua jornada (Combo Infinito).

Esse também entra na lista de animes mais populares do momento, principalmente por ter sido finalizado recentemente. Irei evitar falar muito dele, pois estou o assistindo nesse momento e há muita coisa que eu irei abordar em um post solo.

Primeiro ponto, os humanos detém magia e ao atingirem certa idade eles ganham um grimório. Na medida em que vão vivendo, eles podem desbloquear feitiços novos em seu grimório. O grimório é um importante instrumento mágico da qual os humanos carregam para tudo quanto é canto, jamais desgrudam de seus livros mágicos.

Quer acabar com a magia de um humano? Destrua o grimório dele.

Outra característica bruxesca presente no anime é o fato dos personagens voarem em vassouras. Alguns magos conseguem ir além e criar outros meios de transporte, mas o primeiro passo deles é sempre tentar voar na vassoura.

A terceira característica é a existência de uma floresta onde somente mulheres bruxas vivem. Uma cidade inteira só de bruxas. Só de bruxas. Foi muito interessante essa colocação, pois aqui as bruxas não chegam a ser diferentes dos demais humanos, porém elas criaram uma cultura que exclui completamente o masculino e as empoderam.

Apesar de haver muita referência mágica, o anime não chega a ser completamente focado na bruxaria em si. Outro ponto interessante é que, assim como Fairy Tail, os magos controlam um único elemento. Os principais são os quatro básicos, porém há seus derivados também (neve, gelo, metais etc.).

Conclusão

Os animes que comentei nesse post geralmente buscam usar dessas características pagãs como base para criarem suas histórias. Sendo assim, não encontramos algo completamente fidedigno dos panteões e culturas, pois não é todo o público que conhece sobre. Ou seja, é preciso ilustrar e fantasiar algumas coisas para que o anime se torne interessante.

E podemos ver que a maioria dos animes acabam focando no panteão celta, o que é muito interessante. Há animes que foquem em outros panteões, é claro, porém o celta acaba destacando por ser aquele que tem fadas e demais criaturas que atraem o público mais jovem.

Todos os animes aqui listados são recomendados, porém alguns deles podem conter piadas e malícias. Por isso, se você for menor de idade, verifique a classificação etária antes de assistir.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sobre a autora

Alis Green

Uma bruxa escritora que é viciada em animes. Adora estudar sobre mitologias e história, como também gosta de ler romances regenciais. Quando aprende alguma coisa nova, sempre passa à frente em seus posts.

Leia sobre esses artigos