Prática da bruxaria: 7 passos para iniciantes
Bruxaria Caminho da Lua

Prática da bruxaria: 7 passos para iniciantes

Nem sempre a prática da bruxaria pede por um altar, podemos nos conectar com a natureza e utilizar nossa energia de outras formas.

Já comentei sobre os instrumentos mágicos e a disposição deles na hora de criar um altar. Nesses posts eu destaco a importância de começar com aquilo que temos em nossa casa. Afinal de contas, o altar não é um cenário bonito para ser apreciado, é um espaço sagrado onde você irá se conectar com os deuses e a natureza.


Leia também: Os instrumentos mágicos de um bruxo & Funcionalidade de um altar mágico


Recomendo que tenha apenas os instrumentos que realmente são necessários para os seus trabalhos mágicos.

Porém, nós somos meros iniciantes e não temos dinheiro para comprar os instrumentos para compor o altar. Então, devemos esperar o dinheiro cair na conta para iniciarmos a nossa prática da bruxaria?

Não! Podemos, sim, começar com a prática de forma mais simples. Tudo o que precisa ser feito é trabalhar sua visualização da energia. Em breve farei um post falando sobre isso, caso seja do interesse de vocês.

Prática 1: Entre em contato com os elementos

Chega á ser repetitivo essa minha fala, porém é de suma importância vocês aprenderem a reconhecer os elementos não somente em si mesmos, como nos objetos e tudo que te cerca.

Buscar o equilíbrio dos elementos em sua vida também é uma forma de se conectar com sua essência. Além do mais, é uma fase de autoconhecimento para refletir de seus hábitos e comportamentos, e descartar aqueles que não te fazem bem.

Lembre-se que os quatro elementos unidos e equilibrados resultam no quinto elemento, o éter, espirito.

Se deseja fazer um ritual, é interessante ter os quatro elementos presentes. Pode ser com as cores de velas, como também outros materiais: copo de água, uma vela branca, penas e um potinho com areia ou terra.

Busque por materiais simples que representem aquele elemento.

Prática da bruxaria 2: Medite durante os sabbats e esbats

Nem sempre os sabbats e esbats precisam de um ritual produzido e cheio de oferendas. Afinal somos iniciantes, não temos instrumentos e nem nada do tipo.

Os bruxos veteranos sempre comentam que podemos meditar, no silencio da noite para nos conectarmos com a nossa essência e com os deuses. Caso não tenha o hábito de meditar, recomendo o aplicativo Lojong que ajuda com meditações guiadas.

Também faça exercícios de visualizações. O autor Scott Cunningham, em seu livro “O guia essencial da bruxa solitária” fala sobre esse assunto.

Prática da bruxaria 3:Crie um calendário lunar

As fases da lua carregam significados que podem agregar em nosso dia a dia. Em cada lunação podemos fazer algo tanto prático envolvendo projetos de vida e o nosso cotidiano, quanto espiritualmente falando.


Leia também: Os significados das fases da lua


Pode usar um aplicativo de calendário em seu celular/computador, ou pode fazer á mão mesmo. Escreva os dias e as lunações e quais as atividades que deseja fazer. Deixo aqui algumas sugestões de atividades para fazerem.

  • Meditação;
  • Limpeza energética e comum do seu lar;
  • Criar novos projetos de vida;
  • Mudar hábitos da vida ( como a alimentação, por exemplo);
  • Estudar divindades de algum panteão de sua preferência;
  • Ler algum livro de bruxaria que tenha um tema de sua preferência (resgate ao feminino, velas, runas, etc.);
  • Receitas mágicas para bruxas cozinheiras;
  • Chás de ervas;
  • Banhos mágicos com ervas que tem em casa;

Prática 4: Crie o hábito de escrever um diário mágico

Dentro da bruxaria é sempre comentado sobre anotarmos cada feitiço, cada ritual que fazemos e com detalhes. Mais tarde iremos ler essas páginas e adicionar anotações sobre o resultado do que fizemos. Por isso é importante detalhar o que é dito e usado.

Crie o hábito de escrever assim que terminar suas atividades, deixando um espaço em branco (ou uma página) para que mais tarde faça suas anotações.

Se quiser, aproveite para pesquisar feitiços simples com ingredientes que se tem em casa. É mais uma forma de estudo, dependendo do feitiço você poderá substituir ingredientes ou criar a sua própria versão. Deixar anotado é interessante para usos futuros.

Prática da bruxaria 5: Comece a jardinagem

A jardinagem nos permite conectar ao elemento terra, porém ela pode nos conectar a própria natureza e até mesmo com os elementais. Em uma planta pode-se conectar com fadas e gnomos, no entanto, é pedido que tenha cautela com eles.


Leia também: Fairy Wicca | Elemento terra: o norte da bruxaria


A jardinagem vai além de você cuidar de algumas mudas, por isso que dentro da bruxaria tem uma área específica para trabalhar com a energias das plantas: herbologia. Existem diferentes tipos de pdf’s que falam sobre as plantas, flores e ervas e como podem ser cuidadas.

As bruxas verdes costumam ser aquelas que trabalham diretamente com as plantas, sentindo necessidade de se conectarem com a natureza através delas. É um excelente começo para quem deseja seguir com a bruxaria natural.

Apesar de seu espaço ser pequeno, você pode ter plantas pequenas e flores. Não precisa de um jardim específico, basta um vaso pequeno para começar.

Prática da bruxaria 6: Banhos mágicos e chás

Quem disse que bruxa não trabalha na cozinha? Por certo além de usar as ervas e frutas para pratos deliciosos, as bruxas podem trabalhar com chás.

Assim como jardinagem, trabalhar com ervas para o preparo de chás e banhos mágicos é preciso estudar as ervas também. Então, se for do seu interesse, crie uma lista de ervas que podem ser usadas nesses momentos.

Inclusive, alguns banhos mágicos pedem por energias do sol e da lua. Então deixe uma bacia no sol durante o dia, ou então durante á noite para receber a energia da lua. No caso da lua, é preciso estar atento á lunação sendo recomendado a lua cheia.

Prática da bruxaria 7: A mão do poder

Por analogia se você deseja fazer um ritual, mas não tem uma varinha ou um athame para abrir e fechar o círculo mágico, saiba que pode usar a sua do poder.

Esse termo se refere á mão dominante, basicamente. Use sua mão dominante para criar o círculo mágico e chamar os quadrantes e depois para destroçar o círculo. Porquanto não se esqueça de visualizar, então exercícios são necessários.

Conclusão

A prática da bruxaria pode começar de forma simples, com o que temos em nossa casa. Além do mais, serve como uma experiência para determinamos quais as práticas nos deixam mais á vontade, ou não.

Lembre-se de não cultuar os deuses de forma leviana, nem os elementais. Tudo é preciso de tempo e conhecimento. Encaixe em seu calendário e rotina momentos para estudar também, dentro da bruxaria não paramos de buscar o conhecimento.

Veja outros assuntos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.