Casa astrológica e seus significados

Casa astrológica e seus significados

Muito bem, vamos recapitular a principal função da casa astrológica: é o cenário e a situação de nossas vidas. Dependendo do planeta e do signo em que se encontram, iremos reagir de diferentes formas a diferentes tipos de situações da vida.

Basta lembrar que, serve apenas como uma percepção de si mesmo, a forma como você se posiciona e age. O mapa astral nunca irá ditar normas, ou predizer o futuro, mas sim mostrar como você é.

Depois que estudarmos os planetas, iremos fazer algumas atividades de autoconhecimento, afim de utilizar a astrologia para equilibrar nossa essência.


Leia também: As casas astrológicas do seu mapa astral


Então, vamos dar continuidade á nossos estudos. Vamos conhecer cada casa astrológica, e isso renderá um longo post, o que pode torná-lo cansativo. Recomendo também que acesse as fontes para uma leitura complementar!

Casa 1

Signo natural da casa: Áries.

Planeta natural da casa: Marte

Modalidade: Angular

Palavra-chave: Identidade

Casa da: vida

Nessa primeira casa iremos moldar o nosso eu, porém iremos levar em consideração a forma como percebemos o mundo e como desejamos ser visto pelo mundo. A troca entre o interno e o externo para a lapidação do nosso corpo e personalidade é muito presente nessa casa.

De tal forma, dependendo do signo e do planeta que se encontram nela, irá descrever como que a pessoa se projeta ao mundo. Seria como a construção da persona dentro do marketing, onde cria-se uma pessoa baseada no público ideal á ser atingido pelo produto.

Porém, nesse caso essa casa irá auxiliar na descrição do caráter, temperamento, índole, atitudes, comportamentos, características de personalidade, e até mesmo o corpo e a aparência. Percebam que aqui trabalha-se mais o exterior, de certa forma. São qualidades e características que sempre entrarão em contato com o mundo externo.

De forma resumida podemos dizer que a primeira casa será um meio termo entre as suas próprias expectativas quanto a si mesmo, e o que o mundo externa espera de si.

“A primeira Casa, e em particular o Ascendente, mostra a sua personalidade, o seu temperamento e as suas tendências naturais, a sua individualidade e a sua forma de se expressar. É a forma como você “embala” e “vende” a si mesmo. Representa o seu corpo físico, a sua saúde e os primeiros anos de sua infância. Mostra a sua abordagem da vida, a sua perspectiva mundana, a sua aparência e o seu jeito, e o começo de todos os empreendimentos”.

Dentro da bruxaria, podemos denotar como início do relacionamento com a Mãe-Terra, a forma como nos adaptamos ao mundo para cumprirmos com nossa missão. “É relacionada aos veículos físicos, nossas personas e com a forma experimental que utilizamos para iniciar nossa caminhada na Terra“.

Casa 2

Signo natural da casa: Touro

Planeta natural da casa: Vênus

Modalidade: Sucedente

Palavra-chave: valores

Casa de: bens materiais

Quando falamos em valores, serve tanto para os bens materiais como para o valor simbólico. Pode ser uma casa associada á riqueza e dos bens materiais, de nossas posses, ou seja, a capacidade que temos de gerar lucro ou perdê-lo de acordo com os nossos esforços.

Podemos dizer, de forma bem resumida, que iremos trabalhar o “meu”, a forma como usamos a nossa energia pessoal para conquistar algo. Quando definimos o eu na primeira casa, partimos para conquistar e saciar nossas vontades.

Usando como exemplo a fome. Temos fome e sentimos desejo de comermos algo, porém para comprar a comida precisamos ter dinheiro, e para ter dinheiro precisamos trabalhar. Sendo assim, direcionamos nossa energia e foco para trabalhar, já com a intenção de comprar a comida e saciar a minha fome.

No entanto, também pode ser o valor á sentimentos e emoções, o valor que damos á nós mesmos e á tudo o que apreciamos. Aqui englobam relacionamentos, contatos, culturas, a nossa saúde, entre outros. Inclusive, a percepção da nossa autoestima, a forma como nos valorizamos.

E não pense que isso não faz sentido, lembre-se que nessa casa buscamos saciar desejos que agreguem um valor, seja pelo bem material físico ou emocional. Sendo assim, se eu não me sinto bem comigo mesma, desejarei, buscarei, me esforçarei para conquistar algo que me deixe bem comigo mesma.

Dentro da bruxaria, a segunda casa rege o horário do alvorecer o momento em que estamos em sono. Envolve as idéias e projetos criativos sendo semeados, tendo a nossa ligação com a Terra vindo á tona. Sendo assim, podemos dizer que a segunda casa também carrega a ligação com as ideias.

Casa 3

Signo natural da casa: Gêmeos

Planeta natural da casa: Mercúrio

Modalidade: Cadente

Palavra-chave: percepção

Casa de: Relacionamentos e companheirismo

Como esperado do signo de Gêmeos, aqui é mostrado a adaptação de nossas mentes diante do aprendizado, como aceitamos novas ideias e, principalmente, a nossa relação com o ambiente.

Nela iremos entender a condição mental, nossos pensamentos, os tipos de ideias e como expressá-las. É a forma como recebemos a informação básica para passarmos á diante no futuro, o que gera um conhecimento ainda maior. Porém, não estamos falando de algo profundo, mas sim, raso. É algo mais consciente e objetivo de nossa mente.

Explicando de forma mais linear, é a forma como usamos a nossa inteligência e análise para lidar com certas questões da vida, como agir dentro de nosso mundo e com as pessoas nos rodeiam. Seria aquele momento de perceber, compreender e transmitir informações.

Esta é uma casa muito influenciada pelo elemento do signo em que está em sua cúspide, se relacionando fortemente a um aspecto mais emocional quando está em um signo de Água, a pensamentos mais proativos e criativos quando em um signo de Fogo, à praticidade e realismo quando em um signo de Terra e ao lado social e dos contatos quando em um signo de Ar.

E ainda mais, iremos ver como nos relacionamos com o ambiente, com nos comunicamos com os membros de nossa família, seja pela fala ou pela escrita. Por se tratar de uma casa que fala de nossa educação básica, ela terá essa relação com a língua, literatura e a escrita, que são formas expressivas do pensamento e dos processos internos.

Dentro da bruxaria natural podemos entender que o acesso aos nossos processos e motivações inconscientes.

Casa 4

Signo natural da casa: Câncer

Planeta natural da casa: Lua

Modalidade: Angular

Palavra-chave: Segurança

Casa de: Conclusões

Nessa casa iremos trabalhar as nossas origens, relação familiar, nosso lar tanto no sentido físico quanto simbólico.

Em relação ás casas anteriores, aqui lidamos com a experiência emocional que vivenciamos até então.

O motivo de trabalhar o conceito da casa, envolve as nossas raízes onde nos sentimos confortáveis, íntimos por ter ali tudo o que amamos. Dentro dela temos nossa família, pessoas das quais temos maior conexão, então inclui herança, hereditariedade, ancestralidade, etc. É aqui que temos a nossa base, o lar de onde viemos, os sentimentos de estabilidade, proteção e segurança.

Analisar bem a quarta casa pode nos ajudar a compreender como eliminar hábitos destrutivos que estejam enraizados em nossas fundações emocionais, no lar e na família.

Outro ponto que a quarta casa nos mostra são as conclusões, os últimos anos da vida, finalização de assuntos. Então temos um ciclo aqui, o começo e o final voltado para nós mesmos.

Na bruxaria natural estamos em outro estado de consciência enquanto dormimos. O sonho é bastante ligado ao nosso inconsciente, sendo esse a simbologia que remete ao encontro com o nosso cerne, entramos em contato com nossos pensamentos e demais processos.

Outra simbologia que rege a quarta casa é o fato dela ficar ao fundo da roda das casas, justamente onde ficamos presos e fixados na Terra, vivendo profundamente em nossa esfera. Por isso é dito que essa é a casa das raízes.

Casa 5

Signo natural da casa: Leão

Planeta natural da casa: Sol

Modalidade: Sucedente

Palavra-chave: Criatividade

Casa de: Vida

Aqui iremos trabalhar nossas satisfações pessoais afim de buscar o prazer e diversão. Mostra o nosso entusiasmo e energia sobre nossos interesses pessoais que nos dá prazer, inclusive na descoberta de novos prazeres.

Sendo assim, é comum falar que essa casa se associa ás nossas emoções por conta da paixão, afinal as relações trazem prazeres além do sexual, o romance em si.

Como na casa anterior ficamos voltado para nós mesmos, aqui externalizamos a nossa autoexpressão. Por isso ela pode ser ligada ao nosso ego.

Além disso, também mostra o nosso lado criativo como uma forma de expressão desse ego. Inclusive, a geração do filho também pode ser simbólico, trazendo essa ideia de gerarmos ideias ou alguma coisa. É como aquela famosa frase “é como meu filho, demorei para fazer ele”, mas esse “ele” geralmente é um projeto de vida.

Outro aspecto que trabalha a criatividade e também envolve o prazer é a diversão em jogos, entretenimento e esportes.

Dentro da bruxaria pode-se trabalhar essa força geradora e criativa como: fecundidade, concepção, geração e criatividade física e mental. Também pode ser trabalhado atividades noturnas como esportes e lazeres em companhia de pessoas queridas.

Casa 6

Signo natural da casa: Virgem

Planeta natural da casa: Mercúrio

Modalidade: Cadente

Palavra-chave: Dever

Casa de: Bens Materiais

A sexta casa vai falar sobre trabalho, saúde e hábitos.

Na questão da saúde, é possível compreender a atividades dos órgãos, estados de saúde dependendo do planeta e do signo que se encontram nela. Inclusive, pode-se representar nossos hábitos alimentares e higiênicos, até mesmo a vestimenta. Por isso é interessante olhar para essa casa com atenção e estudá-la como um mapa médico.

Um ponto interessante é que aqui é possível perceber a necessidade de um descanso ou até mesmo de uma mudança em nosso estilo de vida.

Outra representação são os serviços que prestamos aos outros e que são prestados á nós. É o trabalho, rotina, habilidades manuais, habilidades para detalhes, organização e administração. Ou seja, é uma casa que rege a nossa rotina.

Até mesmo representa os animais de estimação pela ajuda que eles dão no trabalho, sendo cães de caça. Porém, podemos adicionar na ajuda terapêutica que eles trazem.

Na bruxaria natural nos movemos para baixo do horizonte ficando mais afastado do Sol. É o momento de renovar nossas energias pela meditação, boa alimentação e relaxamento. Diga-se de passagem é o momento de servir á nós mesmos seja espiritual, mental ou fisicamente.

Casa 7

Signo natural da casa: Libra

Planeta natural da casa: Vênus

Modalidade: Angular

Palavra-chave: Cooperação

Casa de: Relacionamentos diretos

Aqui vemos nossas relações românticas e interpessoais, até mesmo a questão de trabalho é visto, uma vez que estamos envolvidos á contratos, negociações. Então, podemos entender que essa sétima casa trabalha com a relação com o outro, sejam elas boas ou ruins.

Entendam que essa relação é dual, não precisamente o de casamentos e namoros, por isso é ilustrado a questão do trabalho. É aquela relação entre advogado e cliente, médico e paciente. Como dito anteriormente, pode-se considerar esses mesmos atributos á alguém considerado inimigo, então é possível analisar esse tipo de relação aqui.

“É a casa da nossa experiência através “do outro” e mostra o tipo de ajuda que dispensamos ao outro” (Astrolink).

Dessa relação com o outro, podemos ver o que nos atrai e saímos desse fluxo solitário passando a entender que a ajuda do outro é bem vinda. Com essa troca de relação, moldamos de nossos anseios e nos posicionamos como seres humanos.

Por estar em oposição á primeira casa, que nos mostra os traços mais fortes presentes em nós, a sétima irá mostrar o que nos falta. A cúspide da sétima casa (a linha) é o que dentro da astrologia é chamado de signo descente, justamente por estar nessa posição de oposição ao ascendente.

E como estamos falando de uma casa que é regida pelo planeta Vênus (Afrodite da mitologia grega), então é aqui que analisamos a qualidade do casamento, a relação com o parceiro e até mesmo quantos casamentos a pessoa pode ter. Podemos dizer que dependendo do planeta e do signo que se encontram nessa casa, é possível entender o tipo de pessoa que se procura para relacionar.

Nesse caso, esse planeta e signo simbolizam as características que nós buscamos nos outros. Porém, esse pode ser um processo inconsciente.

Dentro da bruxaria podemos analisar esse como aquele momento em que encerramos o dia de trabalho e retornamos para casa, onde iremos nos relacionar com aqueles que nos cercam. É nesse momento (das 16 ás 18h) que planejamos o nosso final de dia, e praticamos uma meditação.

Casa 8

Signo natural da casa: Escorpião

Planeta natural da casa: Plutão

Modalidade: Sucedente

Palavra-chave: Regenerações

Casa de: Conclusões

Essa é uma casa que pode gerar confusões para quem está começando na astrologia. Como na anterior iniciamos a relação com o outro, aqui já passamos por experiências que formam o “nós”. Tendo esse nós formulado, aprendemos a tirar benefícios dessas relações.

A oitava casa nos mostra também o retorno desse nós, aquilo que recebemos de volta dessa relação. Podem ser retornos financeiros, morais, espirituais e físicos. A característica principal é o sexo, pois aprofundamos aquela relação com o outro e tiramos tais benefícios.

No entanto, o que acaba sendo bastante comentado sobre essa casa é a regeneração e transformação. Para que essa transformação ocorra, é preciso passar pelo autoconhecimento, desapego, crises, morte de valores antigos para que novos surjam. Passar por esse processo é doloroso e desafiador, afinal olhamos para nossos medos e anseios. Em suma, podemos dizer que os planetas e o signo que se encontram na oitava casa, revelam a nossa relação com as perdas.

Quando passamos por uma crise da qual saímos feridos, tornamo-nos introspectivos para nos regenerar. Seria o momento de enfrentar a situação e mudar o que for necessário para crescermos. Nem que tal crescimento venha através da aceitação.

Outra característica é o oculto, segredos. Aquilo que escondemos de nós mesmos. Por isso é muito comum encontrarmos astrólogos dizerem que essa casa é ruim e odiosa, pois o nosso inconsciente a usa com propriedade. É ali que escondemos tudo o que desgostamos e desejamos fingir não existir em nós.

Na bruxaria iremos olhar de modo metafórico. Quando descansamos após o almoço, estamos mais dispostos á retornar ao trabalho e encará-lo de forma diferente. Esse retorno pode ser visto como uma transformação, onde nos desprendemos da rotina cansativa e da fome, e iniciamos outro caminho para cumprir o objetivo.

Casa 9

Signo natural da casa: Sagitário

Planeta natural da casa: Júpiter

Modalidade: Cadente

Palavra-chave: Aspirações

Casa de: Vida

Na nona casa damos inicio ao que foi transformado na oitava, esse novo eu evoluído. Porém, não estamos falando de uma transformação tão poderosa á ponto de mudar o que somos, a nona casa irá nos mostrar a transformação da mente superior.

Por conta disso, é conhecida como a casa da filosofia.

“Trata das questões mais nobres e filosóficas do ser humano e aqui que as pessoas vão fazer as suas escolhas espirituais e buscar uma conexão mais íntima com algo superior” (Astrolink).

Representando o intelecto superior, iremos abranger aqui a lógica, compreensão, sabedoria, pensamentos, ética mortal, leis, regras de condutas, religião, psicologia, educação e tudo que envolve os processos psíquicos. São através dessas características que ampliam nossas visões e nos ensinam algo, agregando lições.

Essas lições aprendidas nos aprimoram e auxiliam á seguir em frente em nossa jornada. Afinal de contas, estamos buscando o significado das coisas, um propósito. Simboliza a ampliação de nossos horizontes, viagens longas tanto física quanto a mental, nossa relação com o estrangeiro.

Como na primeira casa formamos a nossa identidade, na nona a conhecemos profundamente. E para isso, precisamos ter cuidado da casa anterior, não tendo medos e anseios nos impedindo de renascer.

Na bruxaria é considerado um momento calmo, que vem depois do almoço, onde nos encontramos introspectivos e expansivo no interior. Mesmo que por fora parecemos calmos, por dentro ocorre uma revolução.

Casa 10

Signo natural da casa: Capricórnio

Planeta natural da casa: Saturno

Modalidade: Angular

Palavra-chave: Honra

Casa de: Bens materiais

Tratando-se do grupo de bens materiais, e na medida em que avançamos as casas podemos notar um progresso, a décima casa nos mostra o nosso posicionamento na sociedade do ponto de vista profissional.

Buscamos por independência e reconhecimento por nossas realizações. Sendo assim, pode indicar o nosso ego, status, fama, promoções, ambições, atividades sociais e de negócios. Também nos preocupamos com a forma como o mundo irá nos ver perante nosso posicionamento social. Entenda, aqui estamos lidando com o social de forma profissional na busca de cumprir nossos objetivos.

“Junto com a sétima casa, a Casa 10 também fala de aparências e da maneira como os outros nos veem, mas dessa vez através do status ou do nome que construímos para nós mesmos” (Astrolink).

Se uma pessoa tem muitos planetas nessa casa, ela pode se preocupar em excesso com o trabalho, chegando a ser um workaholic, culminando no esgotamento físico e psíquico.

Sua cúspide é conhecida como “meio do céu”, considerada a mais forte do mapa astral, seguida da primeira casa (do ascendente). Basta lembrar que a décima casa fica no topo do mapa, representando o meio dia, o pico do Sol que está em sua força extrema.

Já a quarta casa, que está em exata oposição, é aquela que representa nossa raízes, o espaço onde surgimos. A décima casa então é a saída desse ambiente, utilizando as experiências da outra casa para o público/social.

Na bruxaria devemos nos lembrar que este é o meio do céu, o pico do sol por estar entre as 10h e 12h da manhã. Sendo assim, os planetas mostram energias mais fortes e isso será nítido para os demais.

Casa 11

Signo natural da casa: Aquário

Planeta natural da casa: Urano

Modalidade: Sucedente

Palavra-chave: Consciência social

Casa de: Relacionamentos de grupos

A décima primeira casa nos mostra os filhos adotivos, enteados e circunstâncias das quais temos pouco controle. Falando metaforicamente, são aquelas relações não tão profundas e emocionais, como os amigos e conhecidos. Por assim dizer, vemos nossos interesses humanitários, lidando com os benefícios que adquirimos em nosso trabalho (a recompensa).

Nessa casa temos o desenvolvimento da expressão criativa através das amizades e grupos sociais. Mais conhecimentos são agregados em nós através dessas relações. Seria nesse momento que desejamos fazer parte do coletivo, indo além do que nos é pessoal.

A partir da compreensão de como agimos no coletivo, sentimos que unidos somos mais poderosos. Então, nos questionamos que tipo de amigo somos para os outros.

“É comumente referida como a “Casa dos Amigos”, pois é através deles que começamos a encontrar a força dos grupos, onde podemos ver o poder do coletivo em ação através da colaboração e cooperação”(Astrolink).

Essa casa também é conhecida como a da esperança. Dependendo do planeta que se encontra nela, a pessoa não será das mais esperançosas além de criar experiências dolorosas com grupos. Por ser um lugar onde temos nossos desejos e sonhos, que vira e mexe estamos visitando por ansiarmos conquistá-los.

Na bruxaria, essa casa se encontra no período da manhã (08 á 10h), quando saímos de casa e entramos em contato com os outros para trabalhar.

Casa 12

Signo natural da casa: Peixes

Planeta natural da casa: Netuno

Modalidade: Cadente

Palavra-chave: Subconsciente

Casa de: Conclusões

Essa casa nos mostra o oculto, novamente entramos em contato com aquilo que escondemos de nós mesmos, porém com mais precisão. Uma analogia existente é a indicação de lugares de confinamento como prisões, hospitais, instituições mentais. Elas remetem á reclusão, silêncio em nosso interior onde entramos em contato com nós mesmos e percebemos o sentido da vida.

Ela irá nos mostrar nossas forças e fraquezas que são desconhecidas e ocultas. Tristeza, sofrimento, limitações, obstáculos, segredos, isolamento, frustrações são algumas características que iremos encontrar. Por conta disso, pode ser chamada de lata de lixo do horóscopo, afinal é aqui que encontramos aquilo que escondemos por ser doloroso.

“Representa o inconsciente (segredos, sofrimentos e tristezas escondidas, ausências ou estresse na infância), memórias de coisas do passado, energias muito significativas da infância, emocionalmente carregadas, frustrações e limitações, que foram filtradas e reprimidas, que não puderam ser expressas na época por algum tipo de proibição, das quais não se tem consciência” (Ana Bandeira Carvalho) .

Como tais emoções não foram expressas, torna-se desconfortável de lidá-las, e por isso a negamos. No entanto, isso não significa que nos livramos de tais sensações e lembranças, pois elas retornam de vez em quando (psicologicamente falando esse seria o recalque).

A forma como é dito sobre essa casa, como os bastidores e inimigos ocultos envolve justamente o que não percebemos. São pessoas ou características que nos fazem mal e nós não sabemos, são feito por nossas costas, onde não temos visão. O inimigo oculto não precisa a própria pessoa, mas também aquelas que são atraídas para expressar o lado negativo dos planetas da décima segunda casa.

Uma vez que mergulhamos em nossa própria essência, nos reintegramos e libertamos na primeira casa. Por isso ela faz parte das conclusões.

Fontes

Astrolink

A astrologia da Mãe-Terra – Marcia Starck

As plantas e os planetas – Ana Bandeira de Carvalho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sobre a autora

Alis Green

Uma bruxa escritora que é viciada em animes. Adora estudar sobre mitologias e história, como também gosta de ler romances regenciais. Quando aprende alguma coisa nova, sempre passa à frente em seus posts.

Leia sobre esses artigos
5 passos para iniciar a Bruxaria Natural Lista de leitura para Bruxinhos Iniciantes Como começar na Bruxaria Natural