Janus: Vamos relembrar o nosso ano

Janus: planejando o ano com deus romano

Um ano novo se inicia e com ele vem os recomeços de ciclos. Antes de darmos um passo a diante e começar uma nova jornada, é interessante olharmos para trás e compreender cada vivência que tivemos no ano anterior. E para isso, usaremos a figura de Janus. Venha conferir.

Esse comecinho de ano é um bom período para planejarmos novas metas e determinar nossos sonhos. O que queremos fazer e conquistar, quais hábitos devemos desapegar e adquirir, além de nos questionarmos como estaremos no final do ano. A chance de viver algo novo nos move, deixa com aquela borboleta no estômago de pura ansiedade.

Só que antes de corrermos rumo ao nascer do sol, devemos dar um fim ao que foi deixado para trás. Sim, dar um fim. Isso não significa apenas dizer que acabou, pois há coisas que ainda carregamos conosco mesmo sem saber. E para te ajudar a dar um fim à suas pendências de 2021 irei te ensinar uma atividade baseada na figura de Janus.

Como diz Mirella Faur, esse é o mês em que carregamos coisas do ano anterior, então iremos sentar e ver nossa bagagem

Conheça a figura de Janus!

Essa será a primeira tarefa à ser feita. Olharmos para o passado assim como Janus, divindade romana. Janus é representado com duas cabeças, uma voltada para o passado e outra para o futuro. Que metáfora maravilhosa para esse início de mês, não é mesmo?

Olhar para trás nem sempre remete ao apego, mas à consciência daquilo que não nos pertence mais, ao caminho que traçamos em busca de algo. É saber que você trilhou muita coisa para chegar aqui, e se tornar consciente disso é compreender o valor de cada passo em sua vida.

Até mesmo os pequenos valores.

Guardar um momento para analisar o que já passou é essencial para nos prepararmos ao que está vindo. Não podemos acumular coisas, pensamentos, bens materiais ou até mesmo espinhos emocionais. Se continuarmos a carregar tudo isso, ficamos doentes de corpo e alma.

Como desejamos deixar isso passar, aproveitamos o início do ano para avaliarmos o que passou.


Leia também:

Planner mágico: usando um planner como livro espelho

5 pensamentos da Medusa que você pode ter

Livros mágicos: quais as diferenças e finalidades


Atividade de Janus para relembrar e desmistificar

Como dito anteriormente, olhar para trás é tão importante quanto olharmos para frente. Compreender nossos passos nos ajuda a nos conhecer, assim como conseguimos perceber o quanto mudamos nessa jornada da vida.

No mês de janeiro, regido por essa divindade romana, podemos fazer uma pequena atividade onde refletimos o que vivenciamos no ano anterior. Para isso pegue o seu Livro Espelho e um lápis, pois chegou a hora de escrever.

Escreva absolutamente tudo o que você lembra ter feito no ano anterior. Se tiver um diário, fique à vontade para reler suas anotações de cada dia. A questão aqui é não se prender somente às boas memórias, as ruins também devem receber sua atenção.

Aprendizados;

Situações;

Pensamentos;

Comportamentos;

Tudo o que lembrar, anote.

Em seguida, reflita sobre cada tópico. Tente responder os porquês, resgatando pensamentos, sensações do corpo, e até mesmo consequências. Por que você escolheu um caminho e não outro? Por qual motivo você se sentiu dessa maneira quando aquela coisa aconteceu?

Refletir um pouco irá te incomodar

Tenha em mente que esse exercício é de autoconhecimento, por isso ele irá te incomodar. Um grande mau do ser humano é ignorar as pequenas coisas por considerá-las sem significância, sendo que são elas que refletem nosso dia a dia. Nossos comportamentos, formas de pensar, formas de enxergar o mundo podem ser moldados por essas pequenas coisas.

Por isso é importante dar um fim.

Então, você brigou com uma pessoa amada e disse algo que não deveria? É provável que a culpa tenha caminhado de mão dada com você por todo esse tempo, não é mesmo? Aproveite para explorar o motivo de se sentir tão mal e então resolva a pendência pedindo desculpas.

Teve alguma promessa que você quebrou? Tente entender o motivo de não ter feito. Foi por preguiça? Falta de motivação? Perda do interesse? O que estava acontecendo na sua vida naquele momento?

Cutucar feridas faz parte desse processo de compreensão. Não serie clichê em dizer que aprendemos a partir da dor, pois a questão mesmo é entender o motivo da dor. Quando nomeamos as dores elas se tornam mais suportáveis.

Encarando os problemas do passado

O que eu quero que você leve consigo para sua vida inteira, é apreciar tudo o que lhe ocorre. Não significa que irá sorrir para os problemas que tivera, mas sim que os enxergará com outros olhos. Problemas só são considerados problemas porque não conseguimos lidar com eles. No mais, eles não passam de provações da vida.

Enxergue cada situação da qual vivenciou como uma provação. Como se fosse a Deusa Hera, da mitologia grega, colocando diversas tarefas árduas e difíceis para você se desenvolver e buscar o melhor de si. Foi o que ela fez com Heracles (cujo nome pode ser traduzido como Glória de Hera).

Ou você achava que Hércules passou pelos 12 trabalhos à toa? Nada disso, ao final de tudo ele alcançou o divino, se tornou imortal e foi para o Olimpo. E cada tarefa que vivenciou foi uma provação de vida interna. Leões, cervos, cavalos, javalis e hidras eram instintos selvagens dele próprio, que precisavam ser dominados (e não erradicados).

Para podermos seguir em frente, temos de lidar com nossos demônios. O que há na sua sombra? Outra coisa, seja lá o que estiver escondido na sua sombra, entenda que não iremos erradicá-los e fazê-los desaparecer da sua vida. Muito bem pelo contrário, você irá dominá-los, deixá-los sob o seu controle.

Por conta disso que a atividade é importante, pois com ela você irá olhar para cada sombra tua e irá se tornar consciente que elas existem e fazem parte de você. Essa é a sua natureza, e até mesmo suas sombras são divinas, pois onde há sombra há luz. Ambos precisam estar em equilíbrio para não adoecermos.

Conclusão

Antes de planejar o futuro é importante entendermos a estrada que percorremos até então. Enxergar o quanto mudamos é essencial para que estejamos consciente de que um ciclo está seguindo. Certamente você irá pensar que nada mudou, mas não é bem assim. Alguma coisa mudou, você já não é mais o mesmo de antes.

E está tudo bem.

Faça as devidas anotações em seu Livro Espelho, permita-se refletir bem como se sente com essa atividade. Pode ser um excelente momento para receber sinais do universo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sobre a autora

Alis Green

Uma bruxa escritora que é viciada em animes. Adora estudar sobre mitologias e história, como também gosta de ler romances regenciais. Quando aprende alguma coisa nova, sempre passa à frente em seus posts.

Leia sobre esses artigos
5 passos para iniciar a Bruxaria Natural Lista de leitura para Bruxinhos Iniciantes Como começar na Bruxaria Natural