Lifestyle Marketing

Nicho de blog pode ser difícil: história da Lua Natural

A história do Lua Natural

Está procurando nicho de blog para começar uma carreira online? Nesse post irei compartilhar a minha experiência repleta de angústia e descobertas para você se inspirar.

Compartilhar minhas experiências e motivações em criar um site pode ajudar outras pessoas que também estão começando, ou cogitando em ter seu domínio. Vou te contar como o Lua Natural surgiu.

Quem me acompanha à mais tempo sabe que esse site já mudou de nome, de template. Algumas dessas mudanças chegaram á espantar os meus leitores, o tráfego do site caía bruscamente. Mas eram mudanças necessárias.

O objetivo desse post é mostrar á quem deseja – também – criar um site, que ele não é o único á passar por indecisões. Seja para escolher nicho, título, e o que postar.

Vamos conhecer a história então.

Tudo começou com uma recém-formada!

Me formei em psicologia no final de 2018, e no ano seguinte eu já tinha em mente começar á trabalhar na área.

Como tinha notado que não queria trabalhar para alguém, que eu mesma seria minha própria chefe, então não foi uma decisão tão difícil de ser tomada. Imaginei que seria necessário criar um site, e usá-lo como meu cartão de visita para conseguir clientes.

Eu já tinha um mínimo de noção de blog, afinal desde o ensino médio eu tinha um chamado “Lady Alis Diary” onde eu falava sobre doramas, animes e dicas de escrita. Só que o meu blog era do blogspot, e eu não fazia absolutamente nada de SEO e nem tinha noção de como divulgar ele. Apenas esperava que os leitores encontrassem o blog quando fossem pesquisar por anime e tudo mais.

Ou seja, eu esperava os leitores chegarem até a mim. E na época eu não tinha a menor intenção de entrelaçar o blog de animes á marketing digital. Ah se eu soubesse!

Só que se fosse criar um site de psicologia, eu deveria fazer tudo certinho. Fui atrás de informações e mesmo torcendo o nariz para o marketing, tive de ler algumas dicas. Então eu tinha um perfil no instagram onde fazia conteúdo, passei a estudar sobre SEO, etc. Foi aí que psychologie surgiu, com o seu nome original.

Comecei postando sobre alguns transtornos mentais e sua lista de sintomas, segundo o DSM-V. E ainda assim, não tinha visualização alguma.

O ano de 2019 estava acontecendo e eu não recebia nenhuma ligação de cliente, e então veio uma pequena crise existencial.

Qual é a minha missão de vida?

Comecei á refletir se atuar na área clínica da psicologia era realmente a missão da minha vida. Até conseguia me imaginar trabalhando, mas algo me dizia que eu não iria conseguir.

Haviam barreiras que precisavam ser superadas. Só que eu não sabia quais eram elas. Cheguei no ponto em que entrar no painel do wordpress do psychologie já me deixava angustiada. Eu queria fingir que ele nem existia!

No segundo semestre de 2019 acabei me deparando com algo que abriu as portas para mim. A possibilidade de ser uma escritora independente. Pela Amazon eu poderia lançar meus livros sem ter que esperar uma editora me notar.

Imediatamente peguei duas fanfics minhas, revisei elas e passei para original e já coloquei à venda. Finalmente um sonho estava sendo realizado.

E foi aí que decidi que não seria psicóloga coisíssima nenhuma, eu iria ser uma escritora. E das grandes!

Criei um perfil no instagram (@autora.alisgreen) onde comecei á publicar dicas de escrita. Mantive os dois blogs separados, só que com o passar do tempo o site do psychologie ficou de lado esquecido. Mal entrava para fazer posts. Tudo o que havia aprendido sobre SEO, um pouquinho de marketing no instagram eu passei a utilizar para o blogspot e o Lady Alis.

Meses depois comecei a me interessar por bruxaria, e gostei tanto dessa filosofia de vida que também criei um segundo blog no blogspot. Inclusive, foi lá no blogspot que comecei á falar de astrologia.

Reunindo as ideias em um lugar só

Quando menos esperava eu estava com 3 blogs, sendo que um era completamente inativo e outros dois não recebiam tantas visitas.

E quando via dicas para marketing e tudo mais, as pessoas falavam da importância de ser ter um domínio. Foi aí que pensei se não era possível juntar os três blogs em um só.

Mas não dá a sensação de serem coisas completamente diferentes? Afinal era dicas de escrita, bruxaria natural e psicologia. Olhando por cima dá essa impressão, e eu ainda fiquei muito confusa pois eram assuntos que estava dominando, mas que poderiam não dar certo. Os marketeiros sempre falavam da importância de ter o foco em um nicho só. E eu queria três.

Por mais que eu não falasse tanto de psicologia, tem alguns artigos que falo sobre o assunto. Não ficam centrados em doenças mentais, tampouco não deixavam de ser temáticas psicológicas.

Na minha mente tudo estava dividido, um lado dizia que nenhum dos três assuntos fazia sentido, e o outro dizia que era possível ter uma linha que ligava cada categoria. E imaginei que seria focado para a escrita.

Se um escritor quisesse saber de transtorno então ele iria ter informações relevantes no site. Se quisessem escrever sobre bruxas, poderiam ter material de sobra ali. Ou seja, o site seria um foco de inspiração para escritores, de certa forma.

Aceitei essa desculpa e juntei tudo. Fiquei assim até esse ano.

A psicologia da lua surgiu

Fiquei com a sensação de que não havia chegado onde precisava.

A confusão era tanta, mesmo depois de ter me decidido, que notei o quanto não fazia ideia do que eu gostava. Quando se procura um nicho, é sempre questionado “o que você mais gosta de fazer?”. Alguns blogueiros até chamavam a atenção para o fato de que era possível ter mais de uma escolha, mas que era necessário escolher um assunto só para não deixar os leitores confusos também.

Ou seja, eu precisava entender a mim mesma para dar continuidade ao projeto. E aí eu tive ideia.

Chegou um momento em que percebi que poderia falar, também, de autoconhecimento. Como é uma fase pelo qual passo, tentando desvendar a psiquê, imaginei que caberia falar sobre a astrologia como método de autoconhecimento.

Mudei o nome do site para Psyché de Lunê. O nome refletia bem duas coisas que eu gosto, a psicologia e a bruxaria natural. Fiz a comparação da psiquê humana com a própria Lua, onde ela tem suas fases cíclicas, é considerada misteriosa e ilumina a nossa vida minimamente.

Fiquei com esse nome por um bom tempo. Foquei os posts do blog em dicas de escrita e bruxaria, não dando tanta atenção à falar de psicologia. Não queria falar de teorias psicológicas, queria trazer a reflexão da psicologia em outros assuntos.

De qualquer maneira, achei que tinha encontrado o que tanto queria.

O negócio agora era criar uma boa logo e encontrar um template que ficasse bom no site.

Fiz diversas paletas no Canvas em busca daquela que melhor representaria o site. E eu ainda tinha o instagram Caminho da Lua que falava somente de bruxaria, e eu queria que ele estivesse alinhado com o site.

Mudei várias vezes o template, mudei a logo, as fontes, tudo! Nada parecia certo.

Uma segunda crise de identidade

Novamente veio o questionamento “estou fazendo isso da maneira certa? Essas categorias estão coerentes? Não estou deixando meus leitores confusos?”.

Não fora um questionamento, foram vários e por dias seguidos. Sentia a necessidade de fazer algo um pouco mais sério e profissional. Não queria que meu blog passasse a sensação de ser qualquer coisa.

Inclusive, no Pinterest, eu tenho uma pasta secreta chamada empreendedorismo, onde salvo várias dicas para blog e instagram sobre o assunto. Notei que haviam vários pins falando sobre o nicho.

Percebi que estava presa nesse passo, que deveria ter sido claro lá no começo do blog. Escolher um dito nicho. Qual a proposta do Psyché de Lune? Quais são os serviços que proponho? Mais indagações vieram.

Cheguei á fazer tópicos dos assuntos que eu gostava de consumir, e de praxe que me sentiria bem em passar á diante. Alguns tive de jogar fora, por mais que eu consumisse conteúdo, não existia o interesse de falar sobre o assunto, pois não era praticável na minha vida.

Reflexões vão e voltam, e a angustia só aumentava.

Enquanto montava o mídia kit do site eu refleti sobre o que estava fazendo. Não queria deixar de falar de psicologia, pois acho importante abordar linhas teóricas em alguns assuntos. Além disso, a fase que estou passando é interessante de ser compartilhada.

Também não queria deixar de falar de dicas de escrita, nem produtividade e marketing para escritores, pois era o que eu vivia em meu tempo fora do blog. Coisas relacionadas á escrita não seriam deixadas de lado!

Tampouco queria deixar de falar de bruxaria natural, pois era o meu novo estilo de vida.

Dim-dom.

Nasce uma Lua Natural

Durante a reflexão da segunda crise existencial blogueirística, eu estava sentindo falta de uma certa liberdade em abordar outros assuntos.

Quando integrei o Lady Alis Diary no psychologie, eu trouxe a categoria resenha de animes e jogos. Depois de um tempo tirei isso do site, por achar que não combinava com o restante das temáticas do site.

Mas eu sentia vontade de falar de outros assuntos. Eu queria compartilhar dicas que não faziam ligação alguma com escrita ou psicologia. Coisas da vida mesmo.

Quando reparei que todas as categorias que eu tinha eram ligadas para o meu estilo de vida, percebi que esse era o meu nicho. Lifestyle de uma bruxa escritora.

É assim que eu vivo.

Eu sou bruxa natural que conversa com orquídeas e está se desvendando a partir da astrologia.

Sou escritora independente que gosta de repassar tudo o que aprendeu para os novos escritores.

Também sou psicóloga, e desejo que as pessoas tenham uma vida menos estressante e mais saudável, tanto para o corpo quanto para a mente.

Não me demorei em buscar um novo nome para essa fase que estava para nascer. Fiquei horas pesquisando por nomes que ligassem as palavras “lifestyle, bruxa natural e lua”. Surgiu então o nome “Lua Natural”, que carrega vários significados ligados á esse site.

As mudanças jamais se cessam

Encontrei o nome de uma possível marca, tenho uma logo, fontes e paleta de cores. Tenho noção do tipo de conteúdo que posso fazer aqui no site.

Mas a jornada não terminou. Ainda não encontrei o template da vida.

Então leitor, não estranhe se o template mudar tantas vezes. Sou uma pessoa cíclica, eu tenho fases. Meu template vai mudar várias vezes, pois á cada momento me encontro de maneira diferente.

Podem até perguntar “por que não compra ou manda fazer um template?”. Te respondo dizendo, eu vou enjoar. Vou querer mudar. Gosto de procurar templates gratuitos (até porque não tenho dinheiro para comprar um template bem bonito), e de testar eles, mudar alguma coisa neles até ficar no meu gosto.

Mas esse gosto muda de tempos em tempos. Sinto necessidade de mudar, variar algumas vezes.

Só que a essência do site jamais irá mudar.


Leia também: Por que um escritor deve ter um site profissional | Conteúdo diferenciado para escritores


O que posso te dizer sobre essa experiência

Conseguem perceber quantas voltas eu dei para chegar nesse ponto? Pesquisei tanto sobre o nicho de lifestyle, e percebi que as pessoas são focadas em uma coisa só: moda, música, maquiagem, viagens, etc. Tudo isso engloba o nicho do estilo de vida.

Primeira coisa que eu tive de entender, o que eu gostaria de falar. Gosto de passar ensinamentos para as pessoas, só que um assunto só não basta. Se eu aprendi, passo para frente. Já havia notado isso, então não era surpresa.

Segunda coisa, tudo isso refletia em um processo de autodescoberta. De entender quais eram os meus principais objetivos. Qual o motivo de ter um blog? Gostaria de ser reconhecida pelo quê? Pelo que estou lutando tanto?

Tive que arriscar ideias, ver como meus leitores reagiam á isso, analisar o que estava dando certo e errado. Além disso tive de me auto analisar, para perceber se era o que eu queria, quais os planos que eu conseguia fazer para o futuro.

Não foi um processo fácil e rápido, demorou demais e me causou muita angústia.

Tenha paciência. Reflita muito sobre cada esfera da sua vida. Para algumas pessoas, escolher o nicho será fácil, já para outras será difícil. Por isso tenha calma e não se afobe.

Você irá mudar uma, duas ou até mesmo três vezes de opinião. Principalmente se há tantas coisas que gosta de fazer, tornando impossível escolher um nicho só.

Conclusão

Liberte-se dessas amarras. Fale do que quiser, o site é o seu espaço. Os outros podem dizer que isso não é bom, mas é do ponto de vista do marketing. O outro lado dessa situação, é que tudo isso será bem a sua carinha, vai refletir a sua personalidade.

Então, se estiver indeciso em escolher um nicho, selecione até três ou quatro assuntos e bola para frente.

Pesquise bem e veja como cada nicho é aplicado na realidade. Busque inspiração e perceba como você se visualiza trabalhando. Isso ajudará demais.

Links de postagens recomendadas para leitura

Garota de Negócios – que tipo de negócio online você quer ter?

Simples Bella – 37 nichos rentáveis para ganhar dinheiro com blog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Artigos Recomendados