Bruxaria Caminho da Lua

Livros mágicos: quais as diferenças e finalidades

livro mágico

Enquanto estuda bruxaria, você já deve ter reparado que há 3 livros mágicos que os bruxos podem ser usados. Mas afinal de contas, para quê tanto livro e qual a finalidade de cada um deles?

Chega a ser muito confuso para os iniciantes compreenderem o motivo de haverem tantos livros mágicos dentro da bruxaria. Mas não precisa se desesperar, pois irei explicar tudo para você. Ainda mais, te darei breves dicas de como criar o seu livro mágico!

Os livros mágicos tem como principal função o armazenamento de informações mágicas. Sejam sobre aprendizados teóricos, receitas mágicas, sonhos, ciclo menstrual. Qualquer informação que esteja ligado à bruxaria, é armazenado nesse livro mágico.

Entendido?

Então, vamos para o que interessa.

Livro mágico #1 – Grimório

O mais popular de todos é o grimório, pois ele é utilizado para toda a teoria da bruxaria natural. Se formos compará-lo com algo, seria dizer que os livros de bruxaria da qual aprendemos o básico, seriam uma espécie de grimório.

Nele contém apenas a teoria, os ensinamentos. Geralmente não é necessário colocar receitas mágicas.

Tudo o que aprende, será colocado nele.

O grimório é um livro mágico que pode ser passado de geração em geração. Já ouvi falar de sacerdotisas emprestarem o grimório para os iniciados começarem seus estudos.

Agora, se você deseja criar um, a maioria dos bruxos falam de usar um livro cuja capa seja preta. Isso por conta da cor preta remeter à sombra, aquele conhecimento que se mantém escondido.

Livro mágico #2 – Livro das sombras

Muita gente confunde um com o outro, inclusive eu mesma fiz essa confusão.

O livro das sombras seria o caderno das receitas mágicas. O que diz a ensinar a prática de alguma coisa, é escrito nele. E com detalhes. Todas as informações que são necessárias, devem ser escritas.

Então se quiser escrever um feitiço de prosperidade, é preciso colocar todos os ingredientes, as velas, incensos, pedras, cristais, fase da lua, absolutamente toda informação essencial para que a prosperidade seja alcançada.

Também é interessante deixar a folha seguinte em branco, para que futuramente você escreva se tal feitiço deu certo ou errado, e porquê.


Leia também: Instrumentos mágicos de um bruxo


Livro mágico #3 – Livro espelho

Mais conhecido como diário mágico.

Usando a metáfora do espelho, é quando você olha para si mesmo e reflete sobre sua essência. Por isso é dito que é um diário mágico, pois o que é escrito nele envolvem seus pensamentos e percepções, sonhos, tiragens de oráculos e o que pensou sobre, entre tantas outras coisas.

É algo tão pessoal que, diferente dos demais, esse não é mostrado para ninguém. Leve em consideração que somente você irá ler o conteúdo, e se permita escrever pensamentos genuínos.

Pode ser usado para o processo de autoconhecimento, inclusive. Dentro da bruxaria pode ser trabalhado aspectos internos que nos transformam. Principalmente se trabalhamos com alguma divindade, como Hécate.

É interessante voltar alguns meses e ler o que escreveu para perceber comportamentos e pensamentos padrões que temos/tínhamos.

Não se esqueça de anotar a fase da lua!

Como criar seus livros mágicos

Isso significa que preciso ter 3 cadernos diferentes?

Não.

Essa decisão fica à seu critério. Há muitos bruxos que gostam de deixar os temas separados. Inclusive herbário, estudo de oráculos, pedras e cristais, tem bruxo que deixam separados dos demais cadernos.

Outros bruxos preferem ter tudo junto, não apenas por conta da praticidade, mas também por falta de recursos pra ter tantos cadernos diferentes. Esse é outro ponto que precisa ser levado em consideração: o que você tem em mãos.

Muitos bruxos iniciantes vivem com famílias de outras religiões, e podem não ter a liberdade necessária para a prática da bruxaria. Nesses casos recomenda-se os livros mágicos digitais. É possível montar seu livro mágico em aplicativos como Notion, Evernote e o próprio Word.

O ponto positivio do livro digital é a facilidade de adicionar informações em um texto já escrito. Sem falar que os aplicativos podem ser acessados tanto pelo celular quanto pelo computador. Tantos outros precisam de internet, outros são offline.

Então há pontos positivos. O ponto negativo é depender da tecnologia para acessar. Não há o manuseio físico do livro.

Use cadernos velhos e crie o seu próprio livro mágico

Agora, se você prefere ter o caderno em mãos para carregar onde for, é possível criar um ao invés de comprar.

Basta ter um caderno velho, ou então folhas sulfite para fazer um caderno sem pauta.

Estilize a capa da forma como desejar, com símbolos mágicos. Alguns bruxos procuram por vídeos de artesanato para criar o livro do zero. É muito interessante, inclusive, pois você coloca a sua energia nesse livro mágico.

O investimento para os materiais são mínimos, dependendo do tutorial que for seguir. Se for menor de idade, ou tiver dificuldade em fazer o livro mágico, pode optar por apenas fazer o que sabe.

Sabe aquele caderno na época da escola? Tira as folhas usada, coloque um papel novo na capa e está tudo certo. Você terá mais de um livro mágico de qualquer forma, pois o aprendizado e prática sempre irão ocorrer.

Então não precisa se prender em ter um só grimório, pois haverão vários ao longo de sua jornada mágica.

Conclusão

O livro mágico irá te acompanhar em toda a jornada mágica, e com certeza terá mais de um deles. A forma como irá organizá-los fica à seu critério, de acordo com o que é possível na sua realidade.

Caso deseje aprender a fazer um livro mágico artesanalmente, na comunidade “Wicca e Bruxaria” no Amino há diversos tutoriais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Artigos Recomendados