Saiba como começar um blog agora mesmo

comece o seu blog agora mesmo

Seja por qual motivo, é provável que você esteja procurando um passo a passo sobre como começar um blog. Então, fique aqui comigo que irei te ensinar algumas coisas sobre esse universo e de como começar essa jornada.

Uma das coisas que sempre falo para os escritores iniciantes é de ter um espaço que pertence somente à eles. O blog acaba sendo a melhor saída, pois seria a nossa casa na internet. Tudo o que vemos na tela estará passando informações ao visitante.

Além disso, não ficamos reféns das redes sociais. Em algum momento, instagram, facebook e demais redes podem simplesmente deixar de funcionar (assim como finado Orkut). Já um site próprio fica sobre sua responsabilidade se está no ar ou não. Então seus seguidores vão saber onde te procurar caso alguma catástrofe social ocorra.

Para alguns, um site será estático com algumas informações para direcionar o visitante para loja e outros perfis. Para outros, o site se torna um blog, onde semanalmente há conteúdo novo para que os visitantes retornem.

A questão é literalmente pegar um pequeno espaço da internet e torná-la a sua casa para conversar com outras pessoas.

Agora, iremos conversar sobre como criar um blog!

O futuro do seu blog: planejando um objetivo

Por qual motivo você deseja ter um blog?

Muita gente começa por obrigação, apenas porque ouviu dizer que ter um site é essencial para se ter uma marca pessoal, ou algo do tipo. Porém, é interessante você avaliar o quanto deseja ter um site.

Realmente, se pretende criar uma marca ou fazer um site para o seu trabalho, ele é essencial para a conquista de potenciais clientes e distribuição da informações sobre você. Porém, nem sempre um blog surge com a necessidade de trabalho.

Na maioria das vezes ele vem com a necessidade de ter um espaço para falar de algo.

Pelo menos, foi assim comigo há dez anos.

Com um blog você irá trabalhar vários potenciais. Tudo irá depender de qual caminho você deseja trilhar com ele. Por exemplo, muitos sites que visitamos e lemos livros online podem ter começado com um blog simples e pequeno. Somente depois com o crescimento de visitas no site é que surgiu o desejo de torná-lo um software ou algo do tipo.

Tenha em mente que existe a possibilidade do seu blog crescer.

Agora eu te pergunto, o que você deseja fazer com esse blog?

A alma de um blog: escolhendo o nicho

Nicho de um blog trata-se do assunto principal que você pretende abordar no seu site. Alguns exemplos são moda, maquiagem, escrita, tecnologia, etc. Caso ainda não tenha definido o nicho, se questione sobre o quê deseja falar em seu blog.

Para alguns essa é uma parte difícil (pelo menos, para mim foi), pois gostamos de várias coisas sendo difícil saber qual assunto você gosta mais à ponto de falar dele no seu blog. Por isso que é dito pela internet em escolher entre 2 à 3 temas, sendo que um será o principal, e os outros dois serão abordados com menos frequência.

E já falo para você não se apegar às regras que vê pela internet não. Muitos irão dizer que os temas escolhidos para nicho e subnicho precisam ser parecidos. Por exemplo, falar de lifestyle e moda. No entanto, isso não precisa ser seguido à risca.

Um bom exemplo é o próprio Lua Natural. Basicamente os assuntos tratados aqui tem correlação com a minha escrita, minhas histórias. Mas o principal objetivo é que todos esses assuntos fazem parte da minha essência, e é ela quem eu quero você veja.

Sendo assim, se é de sua vontade compartilhar receitas fáceis e falar sobre livros, não há problema algum. Afinal, a casa será sua.

Recomendo que monte um top 5 de assuntos que você gosta de consumir em blogs e redes sociais, e outro top 5 de assuntos que você gosta de escrever e pesquisar. Compare-os e encontre, pelo menos, um nicho para escolher.


Leia também:


Dando corpo para o blog: escolhendo um nome

Há uma coisa que é precisa ser decidida: o nome do seu blog.

Se for uma pessoa indecisa (assim como eu fui), é provável que mude de nome até que encontre algo que converse com o nicho escolhido anteriormente, e que passe a identidade do site. Então, se tiver dificuldades nessa parte, eu te compreendo completamente.

Saiba que é normal.

Uma das coisas que me ajudou muito no processo de criação do nome Lua Natural, foi um site gerador de nomes. Coloquei nele algumas palavras-chave e ele me deu várias possibilidades de nomes de marca. Deixarei o link no final do post para você acessar.

Nem sempre o nome de uma marca parece se relacionar com o nicho do blog. Às vezes há um significado profundo e oculto, que apenas o criador sabe.

Antes de fazer qualquer coisa, realize uma pesquisa breve para saber se alguém já está usando o nome. Assim evita-se problemas futuros, não é mesmo?

Assim que o nome for definido, você pode começar a dar um corpo para o seu blog e escolher onde criá-lo. Blogspot? Tumblr? WordPress? Winx?

Dando um corpo ao blog: escolhendo o espaço.

Tudo irá depender do quanto dim dim você tem para investir.

Se você deseja algo gratuito, recomendo blogspot ou tumblr, que são excelentes espaços para blogueiros iniciantes. Digo isso por experiência, pois foram os dois sites que utilizei quando comecei a blogar (inclusive, mantenho meu tumblr ativo até hoje).

Agora, se estamos em profissionalizar, então é importante pesquisar. Aqui no Lua Natural faço uso do wordpress. Foi difícil me acostumar com ele depois de anos usando blogspot, mas ele não é de um todo mal.

Para ter um site profissional é preciso ter um domínio. Se você for usar o blogspot gratuitamente, por exemplo, seu site terá o seguinte endereço “https://seusite.blogspot.com“. O ponto positivo de usar o blogspot é que o Google facilita a compra do domínio, e então seu blog terá o seguinte endereço “https://seusite.com.br“.

Ou seja, comprar domínio é literalmente comprar o seu terreno na internet.

Como eu recebi ajuda nessa parte do site, eu não sei dizer sobre hospedagem e instalação de wordpress. Fico devendo essa para vocês. Mas entenda que conseguir o seu espaço vai precisar de dinheiro, pois é preciso comprar o domínio.

Detalhes do blog: paleta, fontes e identidade

Assim como acontece no instagram e demais redes sociais, o seu blog precisa de uma identidade visual.

É aquele momento de escolher, pelo menos, 3 cores para representar o seu blog, as fontes que irão aparecer no seu site e criar a logo. No site que comentei anteriormente é possível criar a logo também. Vale a pena ficar de olho nos exemplos que aparecem, ok?

Escolher uma paleta de cores pode ser outra tarefa difícil para os indecisos, principalmente se você for pesquisar o significados que as cores tem.

Alguns blogueiros chegam a escolher 10 cores, outros já dizem que 4 é o suficiente. Devo dizer que isso irá depender completamente de você.

Essas cores são essenciais para quando você for comprar um template para o seu site. Por isso leve o tempo que for necessário para escolher sua paleta.

Uma forma de extrair a essência de uma paleta é você criar um visionboard. No pinterest crie uma pasta secreta e vá adicionando imagens que sejam relacionadas ao seu nicho. Todas as imagens que for gostando ou achar que tem a ver com o seu blog, salve-o nessa pasta. Com uma boa quantidade, você poderá encontrar uma vibe nelas.

Salve as fotos que mais gostar e vá no site da adobe color para extrair uma paleta de cores de cada foto. Assim você já terá as primeiras opções em mãos. O link também deixarei no final do post.

Dando vida ao seu blog: o que deve saber sobre postagens

O seu blog estará cru nesse momento, precisando de postagens. Comece a escrever.

Durante o processo de criação do site você já pode ir rascunhando alguns posts. Aproveite para dedicar alguns minutos do seu dia para estudar sobre SEO, pois ele é importante para a divulgação do seu blog nos mecanismos de buscas.

Para manter seu blog ativo, será necessário que publique, ao menos, 1 post por semana. No entanto, você está começando e seu site precisa de conteúdo para manter os leitores em sua página. Sendo assim, recomendo que escreva quantos posts conseguir.

Vamos supor que você criou 3 categorias com os assuntos escolhidos no segundo passo (nicho principal e dois subnichos), você pode escrever 3 posts para cada um deles.

Depois que você tiver uma boa quantidade de postagens, aí você pode criar o seu calendário editorial e determinar quantas vezes por semana consegue publicar, ou agendar postagens. Leva-se um tempinho para você encontrar um ritmo, então é interessante ir observando os melhores dias e horários para publicações.

Dedique o primeiro mês do seu blog a enchê-lo de conteúdo. Isso envolve criar página sobre você e de contato (caso precise). Essas duas páginas são essenciais para um blogueiro, pois é a sua apresentação ao leitor.

Conclusão

Existem um tanto de outras informações sobre criar site, isso envolve ferramentas do Google (como o analytics que auxiliam a pesquisa de público alvo) e até mesmo configurações de wordpress etc. Porém, esse é um assunto da qual eu não domino, e por isso recomendo que pesquise em sites de tecnologia que possam te ajudar.

É provável que você fique empolgado com os primeiros meses de blog, e crie vários conteúdos. Se depois der uma desanimada, saiba que é normal. Chega um momento em que não sabemos mais o quê escrever. Por isso é legal ter uma lista de opções de posts sempre em mãos. Isso já fica para um próximo post, inclusive.

Links externos que irão te ajudar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sobre a autora

Alis Green

Uma bruxa escritora que é viciada em animes. Adora estudar sobre mitologias e história, como também gosta de ler romances regenciais. Quando aprende alguma coisa nova, sempre passa à frente em seus posts.

Leia sobre esses artigos