Como organizar os seus estudos bruxescos

como organizar seus estudos bruxescos

Quando começamos na bruxaria percebemos a imensa lista de conteúdos das quais devemos estudar somada à pilha de livros para ler. Mas não se desespere, existe uma forma de organizar os seus estudos bruxescos para que sua jornada mágica flua naturalmente.

Uma das coisas das perguntas que mais recebo envolvem os estudos bruxescos. Gostar da bruxaria e criar um interesse por ela motiva várias pessoas à começarem a ler conteúdos gratuitos. Mas a verdade é que na medida em que o interesse vai crescendo, as pessoas passam a procurar por uma lista de estudos mais profundos.

Uma vez que determinei que quero ser uma bruxa natural, o que devo fazer? Estudar, é claro. Mas o quê?

Se formos procurar pela internet à fora, iremos encontrar diversas listas de estudos com os tópicos e temas separados. Mas isso pode deixar os novos bruxos sobrecarregados, pois é muita coisa para se estudar.

Pensando nisso, trago hoje uma possível solução para os desorganizados.

Separando os temas de interesse em categorias

Sabe aquela lista de tópicos e temas para serem estudados, pegue-a e separe os assuntos que mais te chamaram a atenção. Alterne-os entre um tema que você tem muito interesse e um que nem tanto. Por mais que eu recomende começar a estudar por aquilo que você mais gosta, às vezes pode acontecer de deixar de lado um tema que não é tão atrativo assim.

Porém, se estamos falando de começar um estudo então temos de aprender, nem que seja o básico, dos assuntos.

Você irá categorizar os tópicos. Dentro da bruxaria temos como os mais procurados: história, prática, herbalismo, pedras e cristais e mitologia.

Categorize os temas separados anteriormente em cada uma delas. Lembrando que a história da bruxaria envolve estudo teórico, como o tema da Inquisição. Já a prática envolve os instrumentos e afins. Caso desconheça a palavra herbalismo, são os estudos de plantas e ervas.

Separando os livros de acordo com os temas

Com certeza você já deve ter algum drive repleto de livros de bruxaria, pronto para serem lidos. Chegou a hora de pegar um por um e dar uma olhada no sumário.

Levando em conta que existem diversos livros que falem da mesma coisa, é interessante você anotar em qual livro e em qual página o assunto se encontra. Se for a primeira vez que está lendo algo sobre aquele tema, então recomendo que encontre pelo menos 5 livros diferentes que falem dele.

Essa dica é ideal para quem deseja estudar por temas e não apenas pelos livros.

O mais interessante de seguir essa técnica é justamente você se atentar nas diferenças que cada autor trás sobre aquele assunto. Apesar de haverem muitas informações similares, os autores podem atribuir algo de diferente que pode passar despercebido. Por isso, fique atento.



Determine os dias e horários para estudar

Esse passo irá depender cem por cento da forma como funciona a sua atenção.

Alguns bruxos gostam de passar horas à fio estudando a bruxaria, já outros conseguem apenas se dedicar por alguns minutos. Atente-se à sua agenda e sua rotina, e encontre um determinado horário em determinados dias para realizar seus estudos. Nem que seja uma leitura apenas.

Se você é uma pessoa que gosta de fazer anotações do que está lendo, então escolha um dia em que possa ficar mais tempo estudando. Pois o tempo para ler e escrever suas anotações podem ser maior do que o esperado. Ainda mais para o caso de você sentir dúvida de algo e precisar pesquisar em outros lugares.

Assim como se faz quando estamos na escola, faremos na bruxaria. E não é para menos, estamos lidando com o conhecimento de nossos ancestrais, se estamos curiosos para conhecê-los devemos dedicar nossa atenção e energia à eles.

Evite ao máximo estudar mais de um assunto por dia. Levando em conta que hoje em dia as pessoas estão super atarefadas, de nada sairia de um estudo apressado e superficial. Por isso, escolha um tema apenas e foque nele.

Evite escrever diretamente em seu livro mágico

Não é uma regra, mas um conselho.

É muito comum que enquanto lemos um livro encontremos várias informações sobre um assunto. E então, ficamos empolgados e já passamos para o grimório. Infelizmente, dali um tempo lemos outro livro com informações adicionais, e então não há espaço no grimório para adicionar essas informações, pois já estaria com outro conteúdo.

Já li dicas de bruxos veteranos recomendarem o uso de fichário para criar o grimório, pois assim a ordem das folhas podem ser alteradas sem maiores problemas. Dessa maneira a coerência se mantêm. É uma boa dica para quem tem um fichário e se sentir livre para o fazer.

Agora, se você é um adepto do caderno comum então terá de segurar as canetas.

A minha recomendação é de que você realize os resumos dos seus estudos em sites como Notion e Evernote, ou então em um caderno específico para rascunhar. Reúna informações o suficiente para somente então passar à limpo em seu grimório.

Ou, se for de sua preferência, pode até mesmo criar um grimório virtual no seu computador e ir adicionando as informações na medida em que seus estudos fluírem.

O grimório é um livro mágico que irá deter todo o conhecimento que você está recebendo. Por isso, é importante que tenhamos as informações corretas nele. Vai que você irá passar o seu grimório para uma próxima geração de bruxos, não é mesmo?

Conclusão

Ver o tanto de assunto para estudar pode dar aquela preguiça comum, mas se organizando com jeitinho e indo com calma, você consegue dar conta.

Os estudos de bruxaria natural irão durar a vida toda, sempre há algo novo para aprendermos. Sendo assim, não se desespere.

Faça parte da Comunidade da Lua!

Deseja aprender sobre bruxaria natural ao longo do ano? Assine a newsletter para receber as aulas por email gratuitamente semanalmente! Basta clicar aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sobre a autora

Alis Green

Uma bruxa escritora que é viciada em animes. Adora estudar sobre mitologias e história, como também gosta de ler romances regenciais. Quando aprende alguma coisa nova, sempre passa à frente em seus posts.

Leia sobre esses artigos