Sabbat da esperança: Yule

Yule

Iremos ver hoje outro sabbat, o solstício de inverno! Se você vem de outra religião, como a cristã, saiba que alguns costumes apenas devem ser adaptados, e o Yule é um deles, pois o Natal foi baseado nele!

╭═─────═⌘═─────═╮

Sumário

Conhecendo o sabbat

O natal e o Yule

Costumes bruxescos

Simbologia de Yule

Elementos ritualísticos

Conclusão

╰═─────═⌘═─────═╯


Yule vem com alegria Mesmo com tempo inclemente, e expulsa toda tristeza de todo coração e mente. O abeto e o pinho e o azevinho são a prova de que a vida vai durar; O tronco de Yule que arde com rumor desafia o vento gelado“.

Leigh Ann Hussey

Conhecendo o Sabbat

   É chegado o solstício de inverno, o momento em que iremos nos recolher e esperar pelo retorno da luz e do calor. Nesse sabbat, o dia tem curta duração, enquanto a noite é mais longa. Aqui percebemos o recomeço do ciclo com o renascimento da Criança Prometida. Já vimos que a Roda do Ano nos mostra exatamente isso, um ciclo de nascimento, morte e renascimento.

    O Deus morrera em Samhain, e no inverno, a maior parte das plantações também perdem suas forças e morrem. Apenas algumas delas permanecem verdes e inteiras nessa estação tão gelada. Então estamos nesse momento de morte, e renascimento, pois a Deusa dá a luz á seu filho/consorte.

    Por conta desse aspecto do sabbat, percebam que tudo em nossa volta irá voltar para cores mais frias que nos dão a sensação de calma. Porém, ficar cercado somente desses tons podem nos fazer mal, e por conta disso temos outros tons como o vermelho e dourado que dão um pouco mais de vida, de movimento e calor. Devemos nos lembrar que estamos no aguardo do retorno do sol, e esse é um dos enfoques deste sabbat. Pular, dançar, agradecer, até mesmo ter um momento em família é feito nesse dia.

  Uma simbologia que também podemos encontrar é ver o inverno como uma representação de obstáculos que temos na vida, e o pedido para o retorno do sol como um pedido para enfrentar tal obstáculo. Há momentos que devemos parar e analisar, e somente então enfrentá-lo.

    Mas vamos conhecer um pouco mais sobre o sabbat de yule. 

 O natal e o Yule

  A palavra Yule vem do norueguês arcaico que significa “roda”. O que mais chama a atenção desse sabbat são os costumes similares ao natal, que é um feriado religioso cristão. Dentre os costumes, o maior é a árvore de natal que também é usada no yule, apesar de carregar um significado diferente, além de estarem celebrando o nascimento de um Deus. Já saiba que os costumes natalinos advém de costumes pagãos!

   De qualquer forma, o Yule era um período de reafirmamos a vida, celebrar o espírito da Terra para que possamos chegar até a Primavera.

“Yule também é conhecido como o Festival das Luzes, por todas as velas acesas nessa noite. Na antiga Roma, era chamado de Natalis Solis lnvicti – ‘Nascimento do Sol invicto’ – e ocorria durante o festival mais longo da Saturnalia, o maior festival do ano, do qual herdamos a nossa imagem do Ano-Novo, o velho Pai Tempo (Saturno) com sua foice”.

 Costumes bruxescos

  Vamos ver alguns costumes que os bruxos tem nesse sabbat.

   Temos a decoração de uma árvore com azevinhos, bolas coloridas e demais decorações, temos bolos e presentes. A árvore que é levada para dentro da casa nos lembra a Natureza, e por serem as poucas plantas que se mantém vivas nessa estação, elas são usadas no rito. Inclusive, há quem diga que antigamente, o principal motivo de trazer as árvores, era de cuidar dos espíritos da natureza do frio. Outra coisa que nossos ancestrais faziam era dividir os alimentos com outros animais que estivessem buscando alimento no inverno.

   Os sinos também são usados nesse sabbat por simbolizarem o feminino e a fertilidade, com o seu ressoar é anunciado para os espíritos o convite para essa festa. Há também uma tradição chamada de “Tora de Yule” que envolve em fazer três buracos em um tronco para serem preenchidos com velas em cada buraco. As cores dessas velas são aquelas que representam as três faces da Deusa: branca, vermelha e preta, e em seguida decorada para simbolizar a união da Deusa com o Deus. 

“O pinheiro, azevinho e outros são árvores cujas folhas são perenes e estão sempre verdes, simbolizando a continuação da vida. As árvores eram sagradas e os meses do
ano tinham nomes de árvores”. 

 Simbologia do Yule

   A simbologia principal do Yule é a transformação da Deusa em anciã e mãe, dando a luz ao seu filho, a Criança Prometida. Assim a esperança de que o calor retorne se torna mais forte. Após ter dado a luz, a Deusa descansa e se torna uma mãe carinhosa também.

   Outra simbologia existente é a batalha entre as duas faces do Deus Sol: o Rei do Azevinho – que representa a escuridão – e o Rei do Carvalho – que representa a luz. Ambos lutam duas vezes ao ano, nos solstícios. Em Yule, quem ganha o embate é o Rei do Carvalho, que irá tornar o Sol mais forte até que uma nova batalha seja travada em Litha.

    Nesse sabbat, pedimos aos Deuses que nossos corações sejam rejuvenescidos para termos forças e nos desapegar de que é antigo e desgastado. Muitos recomendam que entremos em contato com o nosso lado infantil, onde se tem a pureza e alegria em descobrir um mundo inteiro á sua volta.

 Elementos ritualístico

Velas: verdes, vermelhas e douradas;

Flores secas e frescas;

Sinos e fitas coloridas;

Folhas de: louro, azevinho, hera e visco;

Incensos: louro, carvalho, junípero, pinheiro, alecrim, sândalo e canela.

Pedras: granada, esmeralda, rubi, diamante e cristal de rocha.

Roda do Hemisfério Norte: 21 de dezembro

Roda do Hemisfério Sul: 21 de Junho

 Conclusão

   Damos início á um novo ciclo, a roda do ano continua a girar. Aproveite esse momento para se recolher e cuidar de si mesmo, seja fisicamente como mentalmente. Reflita sobre os projetos que quer alcançar, e analise o que é necessário para concluí-los.

    Então se você acredita que precisa ser mais ativa, então busque trabalhar isso em você. Como o objetivo do sabbat é celebrarmos a esperança de que o sol irá voltar em breve, então vamos nos preparar para continuar celebrando futuramente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Leia sobre esses artigos
5 passos para iniciar a Bruxaria Natural Lista de leitura para Bruxinhos Iniciantes Como começar na Bruxaria Natural