Caminho da Lua Mitologias

Mitos de Poseidon

poseidon

Poseidon é o Deus grego dos mares e oceanos, assim como dos terremotos e dos cavalos. Na mitologia romana, é conhecido como Netuno cujo temperamento é difícil e vingativo. Conheça um pouco mais sobre a história dessa divindade antiga.

Surge Poseidon

Filho de Cronos e Réia, Poseidon foi um dos filhos engolidos pelo pai tendo ser salvo por seu irmão mais novo, Zeus. Dizem alguns mitos que por ser o irmão mais velho do “salvador” e ter um papel menos importante, Poseidon tinha inveja de Zeus.

Com a batalha contra os titãs e tirado o trono de Cronos, os três irmãos dividiram o poder entre si. Enquanto Hades cuidava do submundo, Zeus ficara responsável pelos céus e Poseidon pelos mares e oceanos. Ou seja, ele não deu origem aos oceanos, apenas se tornou responsável em cuidar dos mesmos.

Tal divindade é representada sempre com o seu tridente. Rezam os mitos que ao por o tridente sobre uma rocha e fazer surgir uma ilha ou pedaço de terra, ocorriam os terremotos. Por conta disso, passa a ser conhecido como deus dos terremotos também.

Outra peripécia de Poseidon teria sido criar cavalos á partir da espuma do mar. Quando o Deus ficava irritado, ou então os marinheiros pediam por uma navegação segura, era comum que sacrificassem os cavalos os afogando.

Contudo, mesmo com tamanha reza e pedidos com sacrifícios, o deus tinha um temperamento difícil e poderia causar tempestades e ondas gigantes apenas por querer.

Os amores de Poseidon

Assim como seu irmão possuí uma fama de conquistador, que adora uma mulher bela, Poseidon também teve vários casos amorosos. Contudo, os filhos que tinha das relações não traziam heróis, como Zeus, mas sim personagens conhecidos por serem malvados ou terem uma personalidade diabólica.

Dentre os seus relacionamentos, contam que Poseidon era apaixonado por sua irmã Deméter. A deusa da fertilidade tentou escapar das investidas do irmão, e chegou ao ponto de se disfarçar de égua. No entanto, ele também se transformou em um cavalo, e assim conseguiu se relacionar com Deméter.

Dessa união, o casal tiveram dois filhos: Despina e Árion. A primeira é considerada o oposto de Perséfone, sendo uma divindade das sombras infernais e representando o frio do inverno. Já Árion seria um cavalo falante que era capaz de prever o futuro.

Outro relacionamento conhecido, fora Medusa. Quando humana, era bela com seus cabelos loiros que prestava serviço á Deusa Atena. Poseidon teria se apaixonado por ela e começado com suas investidas, no entanto era rejeitado pela moça.

Conhecido por ser obstinado, o deus dos mares não se aquietou até estuprar a pobre moça sob os altares do templo de Atena. Tal ato enfureceu a divindade da sabedoria, que castigou Medusa ao transformá-la em um monstro de aparência horrível e cabelos com serpentes.

Da união de Poseidon com Medusa, deu-se a origem ao Pégaso, um cavalo alado.

Apesar de ter tido várias amantes, Poseidon chegou á se casar com uma ninfa chamada Anfitrite, que se tornou rainha dos mares e deu á luz ao Tritão. Esse seria a versão masculina das sereias, cujo busto é de homem e pernas de peixe.

Além desses relacionamentos, Poseidon teve vários outros.


Leia também: Mitos de Deméter


Poseidon e Atena

Se achavam que a única situação que esses dois se “enfrentaram” envolvia Medusa, estão bem enganados.

A região da Ática estava sendo disputado por eles, e os aldeões disseram que quem desse o melhor presente ganharia a região.

Poseidon teria usado seu tridente para criar uma fonte que jorrava água salgada, enquanto Atena usou da água para brotar uma oliveira. Os aldeões acreditavam que a oliveira seria o melhor presente, e a região passou a ser chamada por Athenas.

Sim, Poseidon não gostou nada disso.

Um deus vingativo

Dentre seus temperamentos difíceis de serem lidados, há a questão da vingança. Por ter desafiado Zeus, Poseidon e Apolo receberam o castigo de servir o rei Laomedonte, e ajudarem na construção do muro em torno da cidade.

Acontece que o rei havia prometido dar uma recompensa aos deuses quando terminassem de seus afazeres, o que não veio á ser cumprido. Tal atitude os irritou tanto que se vingaram de Tróia, jogando pragas e monstros marinhos.

Durante a guerra de Tróia, ambos os deuses ficaram á favor dos gregos.

Outro episódio conhecido trata-se dos tempos que Poseidon dirigiu ataques contra Odisseu, que teria cegado o seu filho Polifemo. Os ataques perduraram nove anos, e passou á ser retratado como A Odisséia.

Fontes

Mitologia Online – Poseidon

Portal dos Mitos – Poseidon

Mitologia Grega – Poseidon: o deus supremo dos oceanos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Artigos Recomendados