Bruxaria Caminho da Lua

A Deusa sagrada da bruxaria

Mãe Sagrada

A figura da Deusa é um dos principais pontos que chamam a atenção das pessoas. Uma figura feminina é cultuada como o pilar central da vida.

Perceber como essa cultura foi predominante entre o ser humano na antiguidade, torna tudo ainda mais fascinante. Conseguimos notar que desconhecemos a história do próprio homem.

Para alguns, a Wicca e a bruxaria se torna uma “salvação” do patriarcado. Afinal de contas são séculos de luta para que a mulher passe á ser vista como igual ao homem. E quando descobrimos que em outros tempos, a mulher chegava a ser considerada sagrada, é como abrir portas do desconhecido libertador.

Mas antes, é preciso conhecer bem a história. Por isso, venho aqui fazer um post para conhecermos melhor a Deusa e as suas faces.

A história e a religião

Dentre os achados históricos, há vários objetos e artefatos que mostram uma cultura antiga que cultuava o feminino como sagrado. Levando em consideração a falta do conhecimento do papel do homem para a geração da vida, esse ciclo natural também era visto como sagrado e mágico.

Ou seja, nossos ancestrais pensavam que a mulher gerava a vida sozinha, de forma mágica.

Então, é esperado que pensem o mesmo sobre como o homem (ser humano) nasceu. Nesse caso, a terra seria a mãe de tudo e todos. Logo podemos entender como que o termo Mãe-Terra ou Mãe-Natureza surgiu.

Porém, diferente do que possam pensar, não existe uma imagem ou um nome em específico para designá-la. Cristãos poderão entender isso com facilidade, pois o mesmo ocorre dentro de tal religião. A Deusa é conhecida por diversos panteões, e por conseguinte, por diversos nomes.

A Deusa e a Lua

Dentro da Wicca, a Deusa é cultuada como aquela que dá vida á tudo, e que esse tudo retorna á Ela. A lua é a sua representante por conta das fases e a influência que o satélite tem em nossas vidas. Seja pelo ciclo menstrual das mulheres, das marés ou dos comportamentos entre os animais, a Lua se torna presente em nossas vidas. Assim como a Deusa.


Leia também: Quais os significados das fases da lua


Da mesma forma que a Lua parece viver em um ciclo, ela também tem outra relação com a Deusa: as sombras. Falar de sombras na bruxaria não é uma ligação ao demônio, mas sim ao que é inconsciente em nós. Todos nós carregamos o feminino e o masculino (acredite isso serve tanto para biologicamente quando metaforicamente). Temos também o consciente o inconsciente. O que é possível de ser controlado e o que não é.

Então podemos concluir que as sombras se tratam de aspectos femininos que desconhecemos, mas que podemos nos abrir para conhecer.

“Na Wicca, ela provavelmente é associada mais diretamente à Lua. Não que os Wiccanos cultuem a lua. Eles simplesmente a vêem como um símbolo celestial do poder, manifesto ou não, da Deusa” (Scott Cunningham).

A Deusa Tríplice

Já deve ser de conhecimento geral o uso de três fases da lua como representações das três faces da Deusa: crescente, cheia e minguante ligadas ás faces de donzela, mãe e anciã respectivamente.

A face Donzela é representada pela estação da primavera e pelas fases da lua nova e crescente. Somente nisso podemos captar previamente do que se trata essa face da Deusa. O início, o começo de um ciclo, o campo virgem se preparando para ser fertilizado. É algo inocente e independente, buscando conhecimento e passando por descobertas.

A face Mãe é representada pela estação do verão e a lua cheia. A maioria das imagens da Deusa nessa face, podemos vê-la grávida ou com uma criança no colo. Como mãe, Ela dá vida, e da mesma forma pode destruir por pertencermos á ela. E como uma mãe, ela nutre, cuida, ama, protege o que dá vida.

A face anciã é representada pelo outono e inverno e pela fase minguante da lua. Como anciã, a Deusa é sábia e desapegada. Por conta de ser tornado uma anciã, pode ser incompreendida pelas pessoas, pois há uma ligação mais próxima com a morte, sendo associada ao submundo. É também a Deusa da cura e do parto.

Conclusão

Dentro da Wicca, a Deusa não é cultuada em uma imagem. Ela se encontra presente em tudo que há vida, inclusive dentro de nós. Desperte a Deusa que existe em você.

Muitos bruxos que não fazem parte da Wicca podem cultuar a Deusa. Muitos wiccanos fazem parte de tradições puramente feministas, para se lançar longe das amarrar do patriarcado. Outros, cultuam tanto a Deusa quanto o Deus como iguais, assim como propagam muitos autores.

Cada um escolhe o melhor caminho que há para si.

Fontes

Diário mágico de uma bruxa

A verdade sobre a bruxaria moderna – Scott Caunigham

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Artigos Recomendados