O sabbat da primeira colheita: Lughnassadh (Lammas)

Lammas

O primeiro sabbat da roda do ano no Hemisfério Sul é Lammas, ou Lughnassadh, onde se comemora a primeira colheita.

Vamos dar início ás postagens sobre os sabbats e esbats que compõem a roda do ano. Se você ainda não sabe do que estou falando, então clique aqui para saber o que significa essas celebrações dentro da bruxaria. É de suma importância que tenha isso claro antes de começarmos a estudar sobre as celebrações individualmente.

╭═────────═⌘═────────═╮

Sumário

A símbologia do sabbat

Os aspectos de Lammas

O que se pode fazer

Lammas é agradecimento

Elementos ritualísticos

Conclusão

╰═────────═⌘═────────═╯

· ¸ » A simbologia do Sabbat 🌽

  Lughnasadh é o primeiro festival, dentre três, que celebram a colheita. O seu nome vem como uma homenagem ao deus solar celta, Lugh, que também era conhecido por ser consorte de Dana. O motivo de esse deus ser celebrado se dá por sua morte durante a colheita dos grãos, sendo enterrado no plantio para que renascesse na próxima colheita. Dizem que Lugh era o maior guerreira celta, por ter derrotados os Gigantes que exigiam sacrifícios humanos.

  Outra simbologia que o sabbat trás é similar ao conto celta. O Deus que perde sua força, e a Deusa o observa com tristeza e regozijo pois mesmo ele estando á morrer, em seu ventre o Deus cresce para vir a ser seu filho.

  Apesar de parecer algo bem sombrio por estarmos falando da morte de um deus, o festival representa alegria, pois o deus há de renascer no Yule.

  Já o outro nome que esse sabbat tem, que é Lammas, tem o significado anglo-saxão de “Missa do pão”. Alguns bruxos falam que tal nome representa o “Rei dos grãos”.

“A Deusa, como a Rainha de Abundância é honrada como a mãe que deu luz à generosidade. O Deus é honrado como o Pai da Prosperidade. Neste dia, o pão é assado por tradição e as primeiras frutas do jardim são colocadas sobre o altar. Uma porção do pão é oferecida tradicionalmente ao povo das fadas” (Claudiney Prieto).

· ¸ » Os aspectos de Lammas 🌽

  Pois bem, falamos um pouco da representatividade mítica que o sabbat trás, porém como dito anteriormente essa é a celebração da primeira colheita. Então nesse sabbat os grãos, milho e trigo são os principais ingredientes que estarão presentes no altar.

   Os primeiros grãos que foram colhidos nesse período são usados para fazer pães. O primeiro pedaço do pão é entregue á Deusa e as Fadas. Reúna a família para celebrarem esse momento, tendo como pratos principais receitas que levam grãos, milho e/ou trigo. Massas e tortas talvez sejam uma boa pedida.

  Outro aspecto desse sabbat é o senhor e a senhora do milho, que são bonecos de espigas que representam os deuses. Eles são adicionados nos altares para trazer abundância, colheitas, coisas boas. Também devemos agradecer se a colheita foi ruim, viu? Sempre devemos demonstrar agradecimento por aquilo que recebemos.

   Os bonecos permanecerão até o Lughnasadh seguinte, onde serão queimados e substituídos por um novo. Isso representa a retirada do velho e a chegada do novo.

· ¸ » O que se pode fazer 🌽

  Para os curiosos, em alguns países eram feitos jogos nessa época. Competições como as Olimpíadas, se não a própria também devesse ser feita por essa época. Há bruxos que digam que os homens costumavam competir em atividades, por conta do Lughnasadh ser uma festividade que celebra a energia masculina.

    Alguns bruxos irão aconselhar que nesse dia seja feito um piquenique em um campo, onde se possa desfrutar da natureza, comendo os pratos feitos com os grãos, e também brincando. Essas brincadeiras se remeteriam aos jogos que foram ditos anteriormente. Podemos dizer que é aproveitar a natureza em nossa volta, mostrando-a como estamos agradecidos e felizes nesse momento de primeira colheita.

   Também tem uma representatividade do Homem Verde e do Homem Vermelho. O primeiro trata-se da segunda face do Deus, aquele que é responsável pela colheita, agricultura, da alegria, do vinho. Muito se assemelha á Deusa em sua fase cheia. Ele é representado como coberto de folhas e o rosto em um tronco, se assemelhando á árvore, que representa a vida em si.

· ¸ » Lammas é agradecimento 🌽

  Quando falamos em agradecer pela colheita que tivemos, não falamos apenas no sentido literal. Durante o seu processo até aqui, houve inícios de projetos de vida, novos relacionamentos, novos inícios. As mais diferentes esferas das nossas vidas foram se desenvolvendo na medida em que vivemos. Não tem como ficar estagnado em todas essas esferas, nem que seja em melhorar a relação com a família, mudar hábitos alimentares – ou seja coisas que podem ser consideradas “pequenas” – vão trazer um determinado resultado.

  O que quero dizer com isso, é que não importa qual o resultado dos aspectos de sua vida, eles são um resultado, uma colheita. A bruxa Pri Ferraz, inclusive, fala de um famoso ditado “nós colhemos aquilo que plantamos”, que representa bem esse sabbat. Mesmo que você tenha se esforçado pouco, há um resultado naquilo.

   Outro ponto que devemos levar em consideração é o fato de que esse sabbat nos permite ver como que plantamos nossas sementes e a colheita que dela resultou. É literalmente você analisar esses fatores, e entender o que deu certo e o que não deu, como falamos anteriormente. Nisso você irá agradecer por esse ensinamento, se você cultua alguma divindade de algum panteão, agradeça pela chance de aquela colheita lhe fazer pensar sobre seus objetivos, sobre qual caminho seguir. 

· ¸ » Elementos ritualísticos 🌽

Símbolos da colheita: mãe dos grãos ou roda de sol

Velas: laranja, dourado e amareloCores representativos: amarelo, laranja, vermelho e marrom

Incenso: sândalo, louro, alecrim, flor de laranjeira ou coriandro.

O altar é decorado com frutas cítricas, produtos da terra, representação do sol, etc.

 Roda do Hemisfério Norte: 01 de agosto
Roda do Hemisfério Sul: 02 de fevereiro

· ¸ » Conclusão 🌽

  Nesse momento estamos na transição do verão para o outono. O sol ainda é presente, porém já perde forças, e o frio chega de mansinho. Já começamos a nos preparar para a estação que irá pedir por outro preparo ao momento de reclusão. Por estarmos nessa transição, ainda experimentamos um pouco de energia em nosso dia a dia. Alguns estão começando o seu ano por agora.

   Lughnasadh é um sabbat que irá usar esse meio termo. Ou seja, iremos nos divertir em praticar jogos e atividades físicas para aproveitarmos esse restinho de verão, ao mesmo tempo que iremos nos sentar e meditar sobre a colheita feita nesse sabbat. É a euforia do verão e a calma do outono que reina nesse dia.

   Com todos as reflexões feitas, e os devidos agradecimentos pelos resultados obtidos, podemos continuar nossa caminhada com decisões diferentes, caminhos diferentes que decidimos seguir após a meditação em Lughnasadh. E assim iremos em direção á nossa segunda colheita, o equinócio de outono, Mabon.

   Inclusive, encontramos essa representação até nas cores desse sabbat, pois as cores quentes que representam a vitalidade do verão permanecem, e então é adicionado o marrom que já nos trás a sensação do outono. Conseguem ver essa transição? É sensacional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Leia sobre esses artigos