Análise de Enredos Recomendações

Análise de enredo: Fukigen Na Mononokean Tsuzuki

Hoje irei analisar um enredo consideravelmente leve, porém intrigante. Do gênero de comédia sobrenatural, contém 13 episódios e duas temporadas. Se procura por um anime que fale de yokais, esse é indicado.

Lembro á vocês que a análise de enredo contém spoilers!

Se a intenção é ver o anime, recomendo que o faça antes de continuar essa leitura.

Sinopse do anime

Ashiya passou os primeiros sete dias do ensino médio preso na enfermaria porque um yokai se prendeu nele. Ele acaba pedindo ajuda ao dono de uma pequena loja de chá chamada Mononokean. Esta é a história envolvendo o dono rabugento da Mononokean guiando os yokais que acabaram se perdendo neste mundo a irem para o outro mundo (Super Animes).

Conhecendo um pouco do enredo

Assim como dito anteriormente, Ashiya perdeu os primeiros dias de aula por não ter se sentido bem, praticamente passando o dia na enfermaria. Isso porque em um dia, quando retornava para casa, ele encontrou uma coisa redondinha e peludinha jogada na calçada.

O rapaz teria colocado essa coisinha dentro de uma sacola plástica e a pendurado em uma grade, pensando que poderia ser algum bicho de pelúcia perdido. Porém, a coisinha peludinha na verdade é um yokai. Diante da bondade que Ashiya havia demonstrado, o peludinho passa á grudar nele.    

Acontece que o peludinho é o tipo de yokai que rouba a energia do humano. Ele grudou no Ashiya, o deixando cada vez mais cansado e sempre desmaiando na frente da escola.    

Quando ele encontra um panfleto sobre exorcismo, Ashiya liga para o número indicado e conhece Abeno. Este seria um exorcista que o ajuda á resolver a questão do peludinho, só que tem um porém… Ashiya não tinha dinheiro para pagar o exorcismo.    

Um acordo é feito, já que Abeno estava á procura de um funcionário para o Mononokean. Para pagar as suas dívidas, Ashiya deverá trabalhar para Abeno. Isso porque o rapaz consegue ver os yokais também, lembremos disso.     

A partir daí os dois começam suas missões em levar os yokais que estão no mundo humano para o submundo.

Anime yaoi? Shounen-ai?

Se você é novo por aqui, saiba que Yaoi é um gênero de anime onde temos a relação homoafetiva entre dois homens. O yaoi acaba tendo apologias e cenas sexuais presentes, enquanto que o Shounen-ai não.

Quem assistiu o anime pode ter shippado bastante os protagonistas, mas o foco do anime não é esse.     

O relacionamento de Ashiya e Abeno é voltada em brigas e discussões, só que apenas amizade. Além disso o enredo nos mostra uma correlação entre os dois jovens, que irei abordar mais para frente.   

De qualquer forma, se você esperava que o anime fosse unir os dois romanticamente, recomendo que procure por outro anime. O foco dele não é o romance, e sim a comédia e o sobrenatural. 

O que seria o mononokean

É um tanto quanto complicado de explicar o que seria o mononokean de fato. Se for falar ao pé da letra, se trata de um cômodo, uma sala, que tem vida e personalidade, conseguindo abrir portas em qualquer lugar do mundo humano e do submundo.     

Ela contém uma espécie de papel e um sino que é por onde se comunica com os rapazes. Nas mensagens conseguimos compreender que ela tem uma personalidade como se fosse um ser vivo. Talvez um yokai, ficaria mais justificável.     

Digo que é um tanto quanto complicado, pois não é explicado tão bem sobre a sala tendo algum mistério em volta dela.     

Isso veio na segunda temporada.    

Mononokean parece ter acompanhado os mestres anteriores ao Abeno, em suas missões de exorcismos. Ou seja, pode saber de alguma coisa ou conhecer algum caso. Alguns carregam a teoria de que Mononokean seria o antigo mestre de Abeno, Aoi, por conta de uma frase que o Abano solta no último episódio da segunda temporada.    

Por isso o mistério. Acontece que é bastante convincente essa teoria, já que durante o anime não fazemos ideia do que aconteceu com Aoi. Então… poderia ele ter morrido? Poderia ter sido absorvido pelo mononokean de alguma forma? Não sei.     

A única coisa nisso que me deixa com um pé atrás é a questão das pessoas afirmarem sobre Mononokean ser o Aoi. Como se todo o cômodo fosse o antigo mestre. Mas não acho que seria possível, já que o cômodo acompanhou Aoi e o Abeno nas missões…    

São apenas teorias.

Ashiya e o uso da influência

Para quem não sabe, Abeno é humano assim como Ashiya. Porém, não sabemos exatamente qual o motivo dele ter se tornado um funcionário da Mononokean quando ainda era criança.    

De qualquer forma, descobrimos na segunda temporada que ele contém um poder bastante interessante. Mas antes, vamos pegar a pista que foi deixada na primeira temporada.    

Na primeira vez que Ashiya vai até o submundo, ele acaba saindo da visão de Abeno para correr atrás de algum yokai que se parecia com o peludinho. Porém, uma situação de roubo surge, e um outro yokai começa a brigar com Ashiya.    

A situação vai esquentando diante das acusações, e chega um momento que o protagonista parece perder a consciência de seus atos. Até deu a impressão de que ele havia mudado de personalidade para algo mais sombrio e até poderoso.     

Nesse episódio já sabemos de uma coisa: o anime irá abordar um poder oculto em Ashiya. Só que durante o resto da primeira temporada essa informação não veio mais.    

Na segunda temporada é que o poder oculto começa a ser explorado cada vez mais. 

Problemas com os poderes do submundo

No submundo há três yokais que detém algum tipo de poder, são eles: legislativo, justiça e executivo. O legislativo seria o yokai responsável pelo Mononokean, ou seja, Abeno é considerado um funcionário do legislativo.   

A primeira aparição dele no anime foi na primeira temporada, onde conheceu Ashiya, e o permitiu que fosse funcionário da Mononokean. Já os outros dois surgiram na segunda temporada.    

Quando o Executivo descobre que o funcionário da Mononokean era humano, e que estava indo e vindo para o submundo, ele pede para que a justiça prendê-lo sob a acusação de roubo. Mas Abeno logo descobre que os planos eram outros.    

O executivo odeia humanos e acha Ashiya deveras perigoso, por isso gostaria de prendê-lo. Porém, tanto Justiça quanto Abeno não concordam com a ideia, sendo assim ele passa a amedrontar o Ashiya.    

Como o protagonista não havia recebido nenhum tipo de treinamento, Ashiya passa mal ficando mega assustado quando o executivo fica em sua verdadeira forma. Ou seja, ele começa a ameaçar Ashiya através do medo e com sua presença demoníaca. Por conta do rapaz não saber lidar com isso, essa situação acaba sendo bem traumatizante para ele.    

É Abeno que intervém usando a influência para impedir o Executivo de continuar com o seu joguinho. Essa é a primeira vez que vemos o poder em si. 

O treinamento de Ashiya

 É chegado á conclusão de que Ashiya estava banido do submundo para se manter á salvo de Executivo. E a partir daí, Abeno começa a treinar Ashiya para sentir a presença maligna e lidar com ela, sem que sinta medo ou desmaie.     

Para isso, é necessário a ajuda de Yahiko, um yokai raposa que consegue esconder sua presença perfeitamente. Ele é uma criança que gosta de brincar o dia todo, e aceita o treinamento já que envolve a brincadeira esconde esconde.    

Ashiya deveria se esconder e sentir a presença de Yahiko para fugir dele por uma hora. Só que o yokai gosta de pregar peças, e começa a assustar o protagonista toda vez que o encontra. Ele se transforma em diferentes criaturas para isso.    

É chegado o fim do dia e Ashiya está mega cansado, chegando ao ponto de dormir. Com a ausência de Abeno, Yahiko acha que é uma ótima ideia assustar o rapaz mais uma vez.    

Acontece que o maior medo de Ashiya naquele momento era o Executivo, e fora essa imagem que ele viu na hora do susto. Logo aquela mesma cena da primeira temporada surge na segunda.

O uso da influência inconsciente

Ashiya estaria inconsciente, mas conseguiu “ativar” a sua influência sobre Yahiko – mesmo que na verdade estivesse vendo o Executivo. Ele coloca a mão no focinho do yokai o obrigando a parar o que fazia, e é aí que o medo vem.    

O protagonista estava prestes a matar o Yahiko se o Abeno não tivesse o despertado com um baita chute. O Yahiko estava completamente amedrontado assim como o peludinho.    

Entendemos então que a influência é um poder que humanos tem para acalmar os yokais, e dependendo da situação até matá-los. Porém, é essencial que os funcionários da Mononokean saibam controlar esse poder e evitar usá-los, pois eles prezam pelo respeito aos yokais.


Leia também: Kimi ni Todoke |Kotoura-san


Nova subtrama

O anime trás na segunda temporada um novo assunto: o pai de Ashiya. Quando a mãe do protagonista é hospitalizada, Abeno aparece por lá para pegar o peludinho (ele tinha fugido para tirar um yokai que tinha grudado na mãe do Ashiya). Ele acaba conhecendo a mãe de seu colega, e ela logo se lembra do pai de seus filhos.    

Momentos antes desse encontro, ela já estava falando dele para o Ashiya, comentando que o pai tinha o mesmo hábito de tocar ela e fazê-la se sentir melhor.   

Depois disso, Ashiya fica curioso pois sabe que o motivo dele parecer maluco para os demais é por conta dos yokais. Então ele se questiona se o pai também poderia vê-los. Ashiya até pergunta para sua irmã mais velha, mas ela não parece muito confortável em falar sobre o pai, mesmo assim responde sua pergunta.     

Ashiya acredita que o pai poderia ter tido algum envolvimento com yokais, e até comenta com o Abeno. A partir daí inicia uma pesquisa sobre o pai do rapaz.     

Na medida em que as informações vão surgindo, mais misterioso essa trama fica. Isso porque queremos saber quem era a pessoa que Ashiya viu quando pequeno, quem era o pai dele e o que teria acontecido.    

Nos últimos episódios da segunda temporada conseguimos descobrir que o pai de Ashiya foi um funcionário da Mononokean quando Aoi era mestre, antes mesmo de Abeno nascer. E ele teria um ódio muito profundo pelos yokais, chegando ao ponto de bani-los e matá-los.    

Não se sabe ao certo o que teria acontecido com o pai de Ashiya, apenas que ele teria falecido. Confuso não? Isso porque, quando menos esperamos, ele parece estar dentro do filho. 

A figura do pai sai do inconsciente do filho

Quando um dos yokais que o pai de Ashiya teria banido desperta furiosamente, Abeno e Ashiya correm para exorciza-lo. Porém, a yokai consegue controlar o nosso protagonista, tornando toda a cena perigosa, já que Abeno precisava exorcizar, mas também não queria libertá-la.    

É quando o despertar acontece. O pai de Ashiya parece ter tomado controle do corpo do filho e ameaça, tanto Abeno quanto á yokai presa, de matá-los. É claro que a situação toda é controlada, e Abeno consegue libertar a yokai para o submundo, assim como cuidar de Ashiya.     

Porém o que mais chama a atenção é exatamente essa parte. Abeno diz que deve manter a boca calada sobre o assunto, pois nem o Legislador poderia descobrir sobre o Ashiya e seu pai, se não ficariam em perigo.    

Inclusive é nessa cena que o Abeno fala “Se eu manter minha boca calada, tudo ficará bem, não é Aoi?”. Tal frase teria feito as pessoas pensarem que o Aoi estaria no Mononokean, como eu disse anteriormente, por conta do sino do Mononokean tocar após a pergunta de Abeno.

Conclusão

Eu recomendo o anime por conta de suas cenas de comédia, onde os rapazes vivem brigando, e também por conta de todo esse envolvimento entre Ashiya e seu pai.

Também temos alguns yokais cuja personalidade são interessantes, eles ganham nossa afeição com suas histórias.

O final da segunda temporada me faz esperar por uma terceira. Ficaram muitas pontas soltas sobre o uso da influência, o pai de Ashiya, Aoi e os três poderes do submundo.

Infelizmente nada foi dito sobre a continuação. Talvez a saída seja acompanhar o mangá e saber o desfecho da história.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Artigos Recomendados